Chico Xavier e a construção simbólica do "Brasil" enquanto "coração do mundo" e "pátria do Evangelho"

Autores

  • Túlio Augusto Paz e Albuquerque Universidade de Passo Fundo

Palavras-chave:

Espiritismo. Chico Xavier. Região. Getúlio Vargas. Década de 30

Resumo

Nesse artigo analisamos a obra Brasil, coração do Mundo, Pátria do Evangelho (1938), de Chico Xavier, por ele atribuída ao espírito Humberto de Campos, visando refletir como foi construída a região simbólica, coração do mundo, e de que modo ela se articula com a nação simbólica, Pátria do Evangelho. Interessante constatar a interação desta obra com os conteúdos da doutrina espírita, inseridos em um contexto histórico-brasileiro de discussão das categorias de nação e região no início do século XX, e, marcantes no período do governo de Getúlio Vargas (1930-1945) como política de Estado. A obra está inserida em um período em que o Brasil é “chamado a olhar para si”, não só no campo político e econômico, mas também no campo religioso e simbólico. Dar visibilidade a esta obra é buscar compreender a importância do espiritismo na construção da tessitura sociocultural brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-12-2015

Como Citar

PAZ E ALBUQUERQUE, T. A. Chico Xavier e a construção simbólica do "Brasil" enquanto "coração do mundo" e "pátria do Evangelho". Mneme - Revista de Humanidades, [S. l.], v. 16, n. 36, p. 129–148, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/mneme/article/view/7960. Acesso em: 9 dez. 2022.