Divisões territoriais, comemorações e identidades locais: os sentidos políticos do espaço geográfico (RN-1935-1945)

Autores

  • Jailma Maria Lima UFRN

Palavras-chave:

Comemorações. Identidades. Política

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar como os processos de construções identitárias locais, no estado do Rio Grande do Norte, estiveram atrelados às diversas comemorações que passaram a ser realizadas nos espaços públicos, nas décadas de 1930 e 1940, e às disputas políticas para a delimitação das circunscrições territoriais e categorias administrativas dos municípios. A construção do sentimento de pertencimento a um coletivo é política/cultural, pois implica a organização do grupo em um determinado espaço e, consequentemente, a produção de discursos sobre esse espaço e sobre esse grupo. As comemorações, sejam religiosas, sejam cívicas, têm papel fundamental no processo de construção por contribuírem para fazer os indivíduos reconhecerem seu pertencimento a uma comunidade e a um determinado espaço físico/social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jailma Maria Lima, UFRN

Jailma Maria de Lima

 

jailmalima@ig.com.br

 Doutora em História e professora Adjunta do Departamento de História do Centro de Ensino Superior do Seridó da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Downloads

Publicado

03-02-2016

Como Citar

LIMA, J. M. Divisões territoriais, comemorações e identidades locais: os sentidos políticos do espaço geográfico (RN-1935-1945). Mneme - Revista de Humanidades, [S. l.], v. 16, n. 37, p. 162–181, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/mneme/article/view/6943. Acesso em: 24 jul. 2024.