AVALIAÇÃO DAS CAUSAS EXTERNAS DE MORBIDADE E MORTALIDADE DA FAIXA ETÁRIA DE 0 A 1 ANO NO NORDESTE BRASILEIRO

  • Ketyllem Tayanne da Silva Costa Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Klara Kevilly Moura
  • Rayssa Liane Souza do Nascimento
  • Wederson Pedro Lima de Azevedo
  • Fábia Barbosa de Andrade

Resumo


Introdução: As diferenças no que diz respeito aos números de morbidade e mortalidade das crianças, expressam as disparidades econômicas, sociais e ambientais entre os países. Nesse estudo, serão avaliados os aspectos de morbidade e mortalidade, levando em consideração suas características marcantes e seus problemas constantemente enfrentados. Objetivo: Avaliar as causas externas de morbidade e mortalidade de crianças de 0 a 1 ano na região Nordeste do Brasil, visando demonstrar a vinculação da morbidade e mortalidade à região em que a população está inserida, confirmando os indicadores socioeconômicos de determinada localidade. Metodologia: Trata-se de um estudo ecológico de série temporal e descritivo, utilizando dados secundários de morbidade e mortalidade em crianças de 0 a 1 ano na região Nordeste do Brasil, baseado em dados coletados a partir do DATASUS (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde), através do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e o Sistema de Informação Hospitalar do SUS (SIH/SUS), no período de cinco anos, 2013 - 2017. Resultados: Apesar de existirem muitos empecilhos a serem vencidos, como as desigualdades relacionadas ao crescimento econômico e social, estudos demonstram expressiva queda no que diz respeito aos índices de morbidade e mortalidade em vários estados da região Nordeste. Conclusões: A morbidade e mortalidade na infância são indicadores sensíveis e de extrema importância no que diz respeito às condições de vida e saúde dos indivíduos de uma determinada região. A maior parte destas mortes é formada por causas evitáveis, nas quais se tivessem políticas públicas e ações de saúde responsáveis por isso, assim como uma educação de qualidade para a população, a realidade poderia ser diferente e muitas vidas poderiam ser salvas.

 

Palavras-Chave: Mortalidade, nordeste, saúde da criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-01-2021
Como Citar
TAYANNE DA SILVA COSTA, K.; KEVILLY MOURA, K.; LIANE SOUZA DO NASCIMENTO, R.; PEDRO LIMA DE AZEVEDO, W.; BARBOSA DE ANDRADE, F. AVALIAÇÃO DAS CAUSAS EXTERNAS DE MORBIDADE E MORTALIDADE DA FAIXA ETÁRIA DE 0 A 1 ANO NO NORDESTE BRASILEIRO. Revista Ciência Plural, v. 7, n. 1, p. 57-71, 16 jan. 2021.