AÇÕES DO ENFERMEIRO NA PREVENÇÃO DE INFECÇÕES ASSOCIADAS AO USO DE CATETERES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Rayssa Teixeira Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA
  • Miriane Virlane da Silva Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA
  • Edla Maria da Silva Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA
  • Ruth Stephanie Neves Santos Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA
  • Érica Catia Souza Vanderley Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA
  • Cintia de Carvalho Silva Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA
  • Diego Augusto Lopes Oliveira Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA https://orcid.org/0000-0003-1754-7275

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2021v7n2ID21600

Resumo

Introdução: As infecções relacionadas ao uso de cateteres na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) representam uma realidade de altos índices, que consolidam-se como problema de saúde pública e sobre o qual a equipe de enfermagem se caracteriza como potencial agente transformador a partir do estabelecimento de medidas específicas de cuidados com esses dispositivos. Objetivo: Elucidar as ações do enfermeiro na prevenção de infecções associadas ao uso de cateteres na UTI. Metodologia: Estudo descritivo do tipo revisão integrativa realizado nos anos de 2015 a 2019, no período de março a maio nas bases de dados MEDLINE, LILACS e BDENF. Construído a partir de 6 etapas. A análise dos estudos se deu pela leitura de títulos, resumos, e artigos completos, uma vez que estes respondessem o objetivo determinado. Posteriormente a síntese dos resultados encontrados foi apresentada em tabelas, sendo seguida pela discussão a partir de categorias temáticas identificadas através da Técnica de Análise de Conteúdo. Resultados: Através dos estudos selecionados, observou-se uma gama de boas práticas que podem ser utilizadas pela enfermagem na garantia da qualidade do cuidado com os dispositivos, sendo elas referentes aos aspectos técnicos do manuseio ou não, como higiene das mãos, uso de EPI’s, dupla checagem, estratégias de desinfecção, boa comunicação entre profissionais e métodos para trabalhar fatores interferentes no manejo dos cateteres, como estresse, insegurança e esgotamento. Conclusões: Sugere-se a intensificação da padronização de bundles e protocolos de medidas, bem como melhoria na abrangência destes, para que considerem às várias etapas de manejo com os cateteres. Percebe-se a necessidade de entender um conjunto de fatores que interferem na adesão e disseminação das boas práticas de enfermagem nesse contexto. Enfatiza-se a necessidade de estudos que detalhem de modo aprofundado a realização das boas práticas, e discutam fatores que afetam o sucesso da implantação das mesmas.

Palavras-Chave: Infecções Relacionadas a Cateter; Unidades de Terapia Intensiva; Cuidados de Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miriane Virlane da Silva, Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Discente do Sétimo Módulo do Curso de Bacharelado em Enfermagem do Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA. Monitora da Disciplina de Sistematização da Assistência de Enfermagem. Participa como extensionista nos projetos: CineCidadania, Envelhecer no Cárcere e InformAção

Edla Maria da Silva, Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Discente do sétimo módulo do curso Bacharelado em Enfermagem do Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA. Foi monitora das disciplinas de Atendimento Pré-Hospitalar (APH) nas Urgências e Emergências - Suporte Básico de Vida e Políticas e Ações da Enfermagem na Atenção à Saúde da Mulher. Atual monitora de Bioestatística. Foi membro das gestões 2018 e 2019 do Diretório Acadêmico de Enfermagem Irmã Ruth DAEIR - ASCES/UNITA. Participa como extensionista nos projetos: CineCidadania, Envelhecer no Cárcere e InformeAção.

Ruth Stephanie Neves Santos, Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Possui ensino médio pela Escola Estelita Timoteo(2016). Graduanda do sétimo módulo de Enfermagem no Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA, Caruaru - PE

Érica Catia Souza Vanderley, Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Discente do sétimo módulo do curso Bacharelado em Enfermagem do Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA, atual monitora da disciplina de Acupuntura.

Cintia de Carvalho Silva, Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Enfermeira Doutoranda (2017- atual) em enfermagem, pelo Programa Associado de Pós-Graduação Mestrado em Enfermagem UPE/UEPB na linha de pesquisa enfermagem em promoção e vigilância à saúde; Mestre em enfermagem (2011) pelo Programa Associado de Pós-Graduação Mestrado em Enfermagem UPE/UEPB pela linha de pesquisa enfermagem em promoção e vigilância à saúde. Bacharel em enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (2007) e Especialista em Saúde Pública pela Universidade Estadual de Pernambuco - UPE (2009). Tem experiência em: Saúde Pública com ênfase em educação em saúde, saúde coletiva, epidemiologia em saúde, promoção e vigilância da Saúde. Em Assistência de Enfermagem, com ênfase em clínica médica cirúrgica, bloco cirúrgico. Atualmente atua como membro docente do Centro Universitário Tabosa de Almeida - UNITA-ASCES e Centro Universitário do Vale do Ipojuca - UNIFAVIP e na vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde - Caruaru - PE.

Diego Augusto Lopes Oliveira, Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Graduação em Enfermagem (2007), Especialização Multiprofissional em Oncologia (2008), Especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva (2013), Especialização em Gestão Integrada da Qualidade e Segurança do Paciente (2018), Mestrado em Enfermagem (2019) e Doutorado em andamento em Enfermagem (2020-2024). Tem experiência Assistencial e Gerencial em Enfermagem com ênfase no Ensino de Nível Técnico, de Graduação e Pós-Graduação. Experiência no desenvolvimento de Ações gerenciais integradas para Assistência multiprofissional na atenção especializada em saúde (Rede Hospitalar, Apoio Diagnóstico e Atenção Domiciliar). Atua como Professor Assistente I do curso de Graduação em Enfermagem, coordena projetos de extensão e iniciação científica, é membro relator do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e Parecerista Ad hoc do comitê científico no Centro Universitário Tabosa de Almeida (ASCES - UNITA). Atua como docente e membro do Núcleo Docente Estruturante do curso de Enfermagem na Faculdade dos Palmares (FAP). Possui como áreas de interesse: Enfermagem, Ensino em Enfermagem, Enfermagem Oncológica, Neoplasia das Mamas, Autocuidado, Quimioterapia, Educação em Saúde.

Downloads

Publicado

08-05-2021

Como Citar

TEIXEIRA, R.; DA SILVA, M. V. .; DA SILVA, E. M.; NEVES SANTOS, R. S.; SOUZA VANDERLEY, Érica C. .; DE CARVALHO SILVA, C. .; LOPES OLIVEIRA, D. A. . AÇÕES DO ENFERMEIRO NA PREVENÇÃO DE INFECÇÕES ASSOCIADAS AO USO DE CATETERES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: REVISÃO INTEGRATIVA. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 253–271, 2021. DOI: 10.21680/2446-7286.2021v7n2ID21600. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/21600. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Revisão Integrativa