O IMPACTO DA COVID-19 NA SAÚDE DE PESSOAS INSTITUCIONALIZADAS

Resumo


Introdução: A população idosa, em número crescente no Brasil e no mundo, constitui um dos grupos mais vulneráveis à infecção pelo novo coronavírus. Tal fragilidade encontra-se ainda mais evidente naqueles que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), tendo em vista que, além de compor uma parcela fragilizada da faixa etária analisada, apresenta maior risco de contaminação e, ainda, de morbimortalidade geriátrica. Objetivo: Identificar o impacto da COVID-19 na saúde de pessoas idosas residentes de ILPI. Metodologia: Trata-se de estudo de revisão integrativa da literatura, realizado nos meses de novembro e dezembro de 2020, sintetizando estudos publicados sobre a temática. Buscou-se nas bases de dados Scielo, Lilacs e Medline, por meio dos descritores “idoso”, “COVID-19” e “Instituição de Longa Permanência para Idosos”. Como critérios de inclusão foram considerados artigos gratuitos, disponibilizados integralmente e que correspondem à temática analisada no estudo. Foram encontrados 16 trabalhos. Seguindo tais critérios e excluindo-se notas técnicas e artigos duplicados, verificamos 4 artigos. Resultados: As ILPI, como ambientes coletivos, possuem residentes com elevada vulnerabilidade à infecção pelo novo coronavírus. Naqueles idosos acometidos por quadros de demência, delirium e outras doenças neurológicas, o isolamento social aprofunda a gravidade da infecção pela COVID-19, dificultando, assim, as atividades relacionadas à atenção e assistência realizada pelos cuidadores. Ademais, caracteriza-se como medida fundamental a adoção do rastreamento laboratorial precoce para potencializar a prevenção de casos nas ILPI e promover o controle da infecção nesses centros. Percebe-se ainda uma deficiência referente à construção de um protocolo com medidas de profilaxia e manejo adequado de modo mais direcionado dentro das ILPI. Conclusões: Torna-se urgente um olhar cada vez mais atento às necessidades da população idosa, especialmente do grupo institucionalizado, de modo a promover políticas de investimento em cuidados de saúde integrais e realizados por equipe multiprofissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
08-05-2021
Como Citar
DUARTE FERREIRA NETO, P.; WILMA FERNANDES ROSENDO, C.; ANSELMO SILVA DE LIMA, F.; PATRÍCIA FERREIRA BEZERRA, Y.; MEDEIROS DE ARAÚJO NUNES, V.; PEREIRA DA SILVA LIMA, S. O IMPACTO DA COVID-19 NA SAÚDE DE PESSOAS INSTITUCIONALIZADAS. Revista Ciência Plural, v. 7, n. 2, p. 196-210, 8 maio 2021.
Seção
Revisão Integrativa