INVASÕES TERRITORIAIS POR PROCEDIMENTOS OBSTÉTRICOS EM UMA REGIÃO DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO NORTE

Resumo


Introdução: No ponto de vista organizativo do Sistema Único de Saúde, a descentralização e a regionalização visam ampliar a resolutividade em nível local, reduzindo a desigualdade na assistência à saúde da população. Em meio às dificuldades de financiar os serviços dos três níveis de complexidades assistenciais em todos os municípios, opta-se pela formação de Regiões de Saúde (RS). No Rio Grande do Norte (RN), seus 167 municípios dividem-se em oito Regiões de Saúde. Objetivo: Identificar os procedimentos obstétricos e Estado que mais frequentemente ocasionou as invasões territoriais na assistência à saúde na VI região de saúde do Rio Grande do Norte em 2018. Metodologia: Estudo quantitativo, de caráter exploratório e descritivo realizado com dados secundários, referentes a 2018, captados no TABWIN, TabNet, CNES e banco de dados da programação pactuada e produção hospitalar cedido pela Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (SESAP). Resultados: Indicaram a existência da invasão territorial na região de saúde, Afirmando maior representatividade dessa invasão pelos Estados limítrofes. Conclusões: A invasão territorial se mostra presente na região de saúde e no Estado, despertando olhares sobre tal questão e suas implicações, potencializando novas inquietações.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
27-08-2021
Como Citar
RODRIGUES CARDOSO, G.; CHRISTIANE DE AZEVEDO MACHADO, F.; JENNIFER DE PAIVA LINS, D.; PINHEIRO DE LIMA, M. C. INVASÕES TERRITORIAIS POR PROCEDIMENTOS OBSTÉTRICOS EM UMA REGIÃO DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO NORTE. Revista Ciência Plural, v. 7, n. 3, p. 121-136, 27 ago. 2021.