PERFIL DE MORTALIDADE MATERNA NA ÚLTIMA DÉCADA (2010 – 2019) NO ESTADO DA BAHIA

Resumo


Introdução: A mortalidade materna é um problema de saúde pública com elevada prevalência e que pode ser, na maioria dos casos, prevenida. As últimas décadas mostraram decréscimo nos índices, no entanto, nota-se que esse problema afeta principalmente regiões com maior vulnerabilidade social, dentre as quais destaca-se o nordeste brasileiro onde encontra-se o estado da Bahia. Objetivo: Analisar o perfil de mortalidade materna na última década no estado da Bahia. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo epidemiológico, transversal, retrospectivo e descritivo, tendo como base a análise secundária de informações disponíveis no Sistema de Informação sobre mortalidade (SIM) no período correspondente a 2010 a 2019 no estado da Bahia, Brasil. Resultados: No período estudado segundo o SIM, foram computados um total de 1313 óbitos maternos no estado da Bahia. A maioria das acometidas apresentava faixa etária de 30 a 39 anos (44,35%), com maior prevalência de pessoas não brancas (81,11%). Quanto à causa da morte, o estudo obteve predomínio de mortes por causas diretas (67,21%) que ocorreram de modo majoritário em ambiente hospitalar (90,17%). Conclusões: Observa-se por meio do presente estudo que a mortalidade materna na Bahia constitui-se como um importante agravo em saúde, o que demanda a elaboração de um conjunto de medidas a fim de garantir segurança às gestantes e puérperas do estado.

Palavras-Chave: Gravidez, Mortalidade Materna, Morte, Saúde da Mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
26-08-2021
Como Citar
SOUTO FIGUEIREDO NEPOMUCENO, A. F.; SOUTO FIGUEIREDO , M.; SANTOS DE JESUS, V.; OLIVEIRA DOS SANTOS, L. PERFIL DE MORTALIDADE MATERNA NA ÚLTIMA DÉCADA (2010 – 2019) NO ESTADO DA BAHIA. Revista Ciência Plural, v. 7, n. 3, p. 30-42, 26 ago. 2021.