AVALIAÇÃO DA MORBIDADE HOSPITALAR E MORTALIDADE POR NEOPLASIA: 2015 - 2019

Autores

  • Tainara Lorena dos Santos Ferreira Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Rita Xavier Barbosa Neta Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Thiffany Nayara Bento de Morais Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Fábia Barbosa de Andrade Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2021v7n3ID25195

Resumo

Introdução: Atualmente, um dos maiores problemas de saúde pública trata-se das doenças crônicas não transmissíveis, que têm gerado elevado número de mortes prematuras. Objetivo: Analisar a morbidade hospitalar e mortalidade na população com faixa-etária entre 10 e 59 anos no Brasil, no período de 2015 a 2019. Metodologia: Trata-se de um estudo quantitativo, do tipo observacional, cujo método de investigação caracteriza-se por um estudo epidemiológico ecológico de série temporal em uma série histórica dos últimos cinco anos (2015-2019) disponíveis em meados de Abril de 2021, e extraídos da base nacional de domínio público do Ministério da Saúde intitulada DATASUS - Departamento de Informática do SUS. Resultados: Observou-se que a distribuição da taxa de mortalidade por neoplasia, por 100.000 habitantes por Causa CID-BR-10 em população com faixa etária entre 10 e 59 anos, se deu por Neoplasia maligna da mama, como segunda causa de mortes por Neoplasia no quinquênio, seguido por Neoplasia maligna da traquéia, dos brônquios e dos pulmões, Neoplasia maligna do cólon, do reto e do ânus, Neoplasia maligna do estômago e Neoplasia maligna das meninges, do encéfalo e de outras partes do sistema nervoso central. Quanto a taxa de morbidade hospitalar a partir das causas de maior prevalência observa-se que o Leiomioma do útero apresenta maior média no período observado (39.454), mediana de 38.88 e desvio padrão de 2.03, seguido por outras neoplasias in situ e neoplasias benignas e neoplasias de comportamento incerto ou desconhecido com média em 31.724, mediana 30.88 e desvio padrão 0.66. Conclusões: A análise de indicadores da saúde por neoplasias demonstra a tendencia crescente no quinquênio da morbidade hospitalar e mortalidade. De modo que se destacam que sejam alvo de maiores pesquisas e atenções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-08-2021

Como Citar

SANTOS FERREIRA, T. L. dos; BARBOSA NETA SILVA, R. X.; MORAIS, T. N. B. de; ANDRADE, F. B. de . AVALIAÇÃO DA MORBIDADE HOSPITALAR E MORTALIDADE POR NEOPLASIA: 2015 - 2019. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 235–250, 2021. DOI: 10.21680/2446-7286.2021v7n3ID25195. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/25195. Acesso em: 12 jul. 2024.