MORBIMORTALIDADE POR CAUSAS EXTERNAS NO BRASIL ENTRE 2015 E 2019: ESTUDO ECOLÓGICO

  • Suely Deysny de Matos Celino UFRN
  • Waleska de Brito Nunes UFRN
  • Sonaly Melo de Macedo UFRN
  • Sidney Bruno Lima da Silva UFRN
  • Fábia Barbosa de Andrade UFRN

Resumo


Introdução: Agravos à saúde ocasionados por causas externas incluem, tanto agravos oriundos de determinantes acidentais, quanto intencionais. Sendo multifatorial, encontra-se como uma das principais causas de morbimortalidade no mundo, com destaque na população jovem, economicamente ativa e do sexo masculino. Objetivo: Realizar um levantamento em bases de dados secundários nacionais acerca da morbimortalidade no Brasil por causas externas descrevendo possíveis tendências por faixa etária entre os anos de 2015 a 2019. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo transversal, ecológico, retrospectivo com abordagem quantitativa, realizado em base de dados secundários. Resultados: Os dados revelaram consideráveis valores de taxas e morbimortalidade por causa externas gerais no Brasil. Dando destaque às agressões; acidentes de transporte e lesões autoprovocadas voluntariamente, em espacial entre a população jovem. Conclusões: Frente aos possíveis impactos do agravo em estudo, nos âmbitos da saúde e economia, entende-se que devem ser investigados aspectos específicos acerca das localidades e das diversas variáveis envolvidas que elucidem necessidades singulares importantes para o planejamento em âmbitos loco regionais já que cada agravo pode ter comportamento diferente nos distintos territórios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suely Deysny de Matos Celino, UFRN

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPSCOL/UFRN).

Waleska de Brito Nunes, UFRN

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPSCOL/UFRN).

Sonaly Melo de Macedo, UFRN

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPSCOL/UFRN).

Sidney Bruno Lima da Silva, UFRN

Graduando em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Fábia Barbosa de Andrade, UFRN

Professora do Departamento de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGSCol/UFRN). Enfermeira. Doutora em Ciências da Saúde pela UFRN.

Publicado
27-08-2021
Como Citar
DEYSNY DE MATOS CELINO, S.; DE BRITO NUNES, W.; MELO DE MACEDO, S.; BRUNO LIMA DA SILVA, S.; BARBOSA DE ANDRADE, F. MORBIMORTALIDADE POR CAUSAS EXTERNAS NO BRASIL ENTRE 2015 E 2019: ESTUDO ECOLÓGICO. Revista Ciência Plural, v. 7, n. 3, p. 180-201, 27 ago. 2021.