ASSOCIAÇÃO DA ADESÃO DAS REGIÕES DO BRASIL À REDE CEGONHA COM A MORTALIDADE MATERNA E OUTROS INDICADORES DE SAÚDE

Autores

  • Dandara Rayssa Silva de Souza UFRN
  • Sidney Bruno Lima da Silva UFRN
  • Isis Ariele Araújo Duarte UFRN
  • Ákysa Kyvia de Medeiros Pinheiro Fernandes UFRN
  • Fernanda Ayumi Macedo Okashita Barreto UFRN
  • Fábia Barbosa de Andrade UFRN

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2022v8n2ID26632

Resumo

Introdução: As taxas de morbimortalidade materna, no Brasil, são evidenciadas pelo processo de trabalho intervencionista e por desigualdades socioculturais entre as regiões do país. Objetivo: Avaliar a adesão à Rede Cegonha no Brasil associada à mortalidade materna e aos indicadores de aleitamento materno exclusivo e cobertura da Atenção Básica. Metodologia: Trata-se de um estudo ecológico, do tipo transversal, onde foram analisados o comportamento da adesão à Rede cegonha, entre os anos de 2012 e 2017, associado a indicadores de saúde materna. Resultados: Percebeu-se que a adesão à Rede Cegonha coincidiu com o aumento da cobertura da atenção básica nas regiões do Brasil. Houve associação da adesão ao programa com a diminuição da mortalidade materna com o passar dos anos, com destaque para as regiões Sul e Sudeste do país. Ainda, a distribuição de coeficiente de aleitamento materno exclusivo revelou-se em crescimento em todas as regiões, com dados discrepantes na região sul. Conclusões: Observam-se os impactos da Rede Cegonha no Brasil dentro do recorte temporal estabelecido, expressos pela diminuição dos índices de mortalidade e melhoria dos indicadores de saúde, apesar das limitações institucionais e culturais encontradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dandara Rayssa Silva de Souza, UFRN

Enfermeira. Mestre em Saúde Coletiva. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Sidney Bruno Lima da Silva, UFRN

Estudante de Enfermagem. Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Isis Ariele Araújo Duarte, UFRN

Estudante de Enfermagem. Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Ákysa Kyvia de Medeiros Pinheiro Fernandes, UFRN

Estudante de Enfermagem. Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Fernanda Ayumi Macedo Okashita Barreto, UFRN

Estudante de Enfermagem. Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Fábia Barbosa de Andrade, UFRN

Enfermeira. Doutora em Ciências da Saúde. Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Downloads

Publicado

20-02-2022

Como Citar

SILVA DE SOUZA, D. R.; LIMA DA SILVA, S. B. .; ARAÚJO DUARTE, I. A. .; DE MEDEIROS PINHEIRO FERNANDES, Ákysa K.; AYUMI MACEDO OKASHITA BARRETO, F.; BARBOSA DE ANDRADE, F. ASSOCIAÇÃO DA ADESÃO DAS REGIÕES DO BRASIL À REDE CEGONHA COM A MORTALIDADE MATERNA E OUTROS INDICADORES DE SAÚDE. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 1–16, 2022. DOI: 10.21680/2446-7286.2022v8n2ID26632. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/26632. Acesso em: 15 jul. 2024.