SÍNDROME DE BURNOUT, ECONOMIA COMPORTAMENTAL E CORPORATIVISMO: O USO DAS NOVAS TEORIAS PARA A MELHORA DE PRODUTIVIDADE

Autores

  • Vinicius Ribeiro Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.21680/2316-5235.2022v11n1ID25835

Resumo

O seguinte artigo debate e discute sobre a síndrome de Burnout, suas causas e porque é considerada um dos principais males para os trabalhadores e colaboradores dentro das grandes empresas e seu impacto na produtividade. Depois ocorre uma abordagem conceitual da economia comportamental, de acordo com os maiores teóricos do assunto e de como, juntamente com a gestão corporativa, eles podem oferecer soluções, juntamente com exemplos, para a melhoria da produtividade de cada colaborador para dentro da empresa

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

02-07-2022

Como Citar

RIBEIRO, V. SÍNDROME DE BURNOUT, ECONOMIA COMPORTAMENTAL E CORPORATIVISMO: O USO DAS NOVAS TEORIAS PARA A MELHORA DE PRODUTIVIDADE. Revista de Economia Regional, Urbana e do Trabalho, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 198–212, 2022. DOI: 10.21680/2316-5235.2022v11n1ID25835. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rerut/article/view/25835. Acesso em: 4 fev. 2023.