MAGALHÃES BARATA (PA):

DA FRAGMENTAÇÃO TERRITORIAL ÀS DINÂMICAS E CONFLITOS DA PESCA ARTESANAL NA RESERVA EXTRATIVISTA MARINHA CUIANARANA

  • Carlos Jorge Nogueira Castro Universidade do Estado do Pará
  • Nonato Sousa Gonçalves Universidade do Estado do Pará
  • João de Souza Barros Filho Universidade do Estado do Pará

Resumo

A Zona Costeira Paraense, em específico o município de Magalhães Barata, apresenta verdadeiros mosaicos de ocupações tangenciados por conflitos envolta das territorialidades pela pesca. Destarte a presente pesquisa, visa apresentar elementos da pesca artesanal e seus conflitos a partir do contexto de regulação da extração na Reserva Extrativista Marinha Cuinarana e das normatizações de órgãos federais que incidem no modo de vida e estratégias de reprodução da população local. A partir de levantamento de referenciais bibliográficos, de autores como Haesbaert (2004); Souza (2009) foram traçadas a linha de intepretação acerca das territorialidades e suas relações com o poder de apropriação ou dominação, presentes no encontro entre agentes. Dentre pesquisadores amazônicos que tratam das territorialidades pesqueiras SILVA (2007; 2016); SOMBRA et al., (2018), e GUEDES (2011), possibilitaram a apreensão sobre os aspectos das práticas pesqueira na Amazônia Paraense. Assim, a partir deste suporte analítico foi possível abordar sob o prisma do território as territorialidades presentes na pesca, aprofundando na prática da pesca artesanal e suas territorialidades expressas na Resex Marinha de Cuinarana, no município de Magalhães Barata- Pará.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Jorge Nogueira Castro, Universidade do Estado do Pará

Geógrafo Mestre - Professor de Cartografia do Curso de Geografia da Universidade do Estado do Pará (UEPA). Pesquisador do Grupo de Estudos e Observação Cartográfica da Amazônia (GEOCAM). E-mail: carlosjorge319@gmail.com

Nonato Sousa Gonçalves, Universidade do Estado do Pará

Graduação em Geografia na Universidade do Estado do Pará; Integrante do Grupo de Estudos e Observação Cartográfica da Amazônia (GEOCAM). E-mail: nonatosousa630@gmail.com

João de Souza Barros Filho, Universidade do Estado do Pará

Especialista em Metodologia do Ensino de História e Geografia pelo Centro Universitário Internacional - UNINTER. Técnico-administrativo da Universidade do Estado do Pará (UEPA). Integrante do Grupo de Observação Cartográfica da Amazônia (GEOCAM-UEPA). E-mail: jfilhogeo@gmail.com

Publicado
27-07-2020
Como Citar
CASTRO, C. J. N.; GONÇALVES, N. S.; BARROS FILHO, J. DE S. MAGALHÃES BARATA (PA): . Sociedade e Território, v. 32, n. 1, p. 30-50, 27 jul. 2020.