PRISÃO SEM FECHADURAS

AS INTERFACES DA RESSOCIALIZAÇÃO BRASILEIRA ATRAVÉS DAS LENTES DA ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO E ASSISTÊNCIA AO CONDENADO (APAC)

  • Caline Mariane Vieira Dantas Centro Universitário Fametro (UNIFAMETRO)
  • Sara Guerra Carvalho de Almeida Centro Universitário Fametro (UNIFAMETRO)
Palavras-chave: Sistema prisional. APAC. Ressocialização. Vínculos sociais.

Resumo

O presente estudo trata-se de uma análise fílmica que busca investigar o documentário “Prison With no locks”, visando verificar as interfaces da ressocialização do sistema prisional brasileiro, através da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC). O estudo divide-se em três capítulos. No primeiro momento é feita uma reflexão sobre o Sistema Prisional e o método APAC, explorando-se o método APAC, como um modelo de sistema prisional humanitário que não possui a rigorosidade do sistema tradicional. E por fim, investiga-se os vínculos familiares, a reinserção comunitária e o processo de reintegração através da profissionalização e religião. Conclui-se que apesar da APAC objetivar o fortalecimento de vínculos do sujeito com a sociedade e familiares, ainda disputa com a cultura da punição e desintegração do sujeito. Além disso, ainda há um enfoque religioso unidirecional e pouca atuação com o público feminino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caline Mariane Vieira Dantas, Centro Universitário Fametro (UNIFAMETRO)

Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário Fametro - UNIFAMETRO.

Sara Guerra Carvalho de Almeida, Centro Universitário Fametro (UNIFAMETRO)

Doutora em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Docente do Centro Universitário Fametro (UNIFAMETRO) e Centro Universitário da Grande Fortaleza (UNIGRANDE).

 

Publicado
10-07-2020
Como Citar
VIEIRA DANTAS, C. M.; GUERRA CARVALHO DE ALMEIDA, S. PRISÃO SEM FECHADURAS. Revista Transgressões, v. 8, n. 1, p. 36-56, 10 jul. 2020.
Seção
Artigos