A ABORDAGEM FEMINISTA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS E VIOLAÇÕES DE DIREITOS HUMANOS NO BRASIL - UMA DISCUSSÃO SOBRE O SISTEMA PRISIONAL

Autores

  • Mariana Lucena de Queiroz

Resumo

Em 2012, na Revisão Periódica Universal das Nações Unidas, o Brasil foi repreendido por desrespeitar os direitos humanos em seu sistema penitenciário, especialmente por ignorar questões de gênero. O presente artigo mostra que as ideias defendidas por alguns autores feministas das Relações Internacionais podem ajudar autoridades brasileiras a corrigir essas violações e cumprir mais fielmente os tratados dos quais o país é signatário, especialmente as Regras de Bangkok.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-02-2016

Como Citar

LUCENA DE QUEIROZ, M. A ABORDAGEM FEMINISTA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS E VIOLAÇÕES DE DIREITOS HUMANOS NO BRASIL - UMA DISCUSSÃO SOBRE O SISTEMA PRISIONAL. Revista Transgressões, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 5–31, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/transgressoes/article/view/8713. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos