ANIMES E OTAKUS: UM OLHAR DO AUDIOVISUAL AO GRUPO

Autores

  • Leandro Ayres Peres Universidade Federal de Santa Maria
  • André Luis Ramos Soares Universidade federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.21680/2238-6009.2018v1n52ID13085

Resumo

Este artigo tem por objetivo uma análise sócio-antropológica sobre a veiculação de animes no Brasil e a formação do grupo otaku. Para tal, primeiramente apresentamos um breve resumo do processo de veiculação das produções japonesa, sendo na sequência analisadas as características destas produções e, por fim, focando em uma apreciação do grupo. Durante a elaboração do artigo são apresentados fragmentos destas obras como um recurso para que o leitor tenha uma percepção mais ampla desse universo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Ayres Peres, Universidade Federal de Santa Maria

Mestre em Ciências Sociais (UFSM); Especialista em Comunicação e Projetos de Mídia (UNIFRA); Graduado em Publicidade e Propaganda (UFSM) e em Geografia (UFSM). 

André Luis Ramos Soares, Universidade federal de Santa Maria

Doutor em Arqueologia (USP); Mestre em História (PUC-RS); Professor do Mestrado em Ciências Sociais (UFSM); Presidente do Memorial da Cultura e Imigração Japonesa do estado do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

31-05-2019

Como Citar

PERES, L. A.; SOARES, A. L. R. ANIMES E OTAKUS: UM OLHAR DO AUDIOVISUAL AO GRUPO. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 52, 2019. DOI: 10.21680/2238-6009.2018v1n52ID13085. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/13085. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos/Articles