DO ESQUADRINHAMENTO AO BATE-PAPO

PAQUERA HOMOERÓTICA COMO PERFORMANCE RITUALIZADA NO FACEBOOK

  • Fabrício de Sousa Sampaio

Resumo

A paquera pode ser definida como um processo de busca por alguém com intenção amorosa ou sexual. Atualmente, o ato de paquerar entre homens do “off-line” é mediado e modificado pelas mídias digitais. A discussão que constitui este artigo parte do princípio de que a paquera de forma geral se constitui em um continuum off/online articulado e independente característico do mundo social na atualidade. E no tocante aos enlaces homossexuais, a paquera não é algo impetuoso, voluntarista e desregrado. Ao contrário, no decorrer da etnografia ela se mostrou ritualística. Assim, o presente artigo é constituído pelas reflexões preliminares de uma etnografia em andamento no contexto “on-line” do Facebook, cujo objetivo principal é analisar os rituais da paquera entre homens e os seus significados socialmente constituídos. Ritual, performances de gênero, corpo e sexo constituem as chaves de interpretação do objeto em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
22-03-2019
Como Citar
SAMPAIO, F. DE S. DO ESQUADRINHAMENTO AO BATE-PAPO. Vivência: Revista de Antropologia, v. 1, n. 51, 22 mar. 2019.
Seção
Dossiê/Dossier