COSTURANDO RETALHOS: AGRICULTURA, CIÊNCIA E POLÍTICA NA DEFESA DA PRODUÇÃO TRADICIONAL E AGROECOLÓGICA DE ERVA-MATE

Autores

  • Ana Lídia de Oliveira Mestranda em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos. https://orcid.org/0000-0003-2993-458X

DOI:

https://doi.org/10.21680/2238-6009.2019v1n53ID20602

Resumo

O trabalho trata principalmente da aproximação entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e os Sistemas Tradicionais de Produção de Erva-Mate, ambos localizados na região Sul do Brasil. Usa a erva-mate como ponto de partida, debruçando-se sobre diversos temas que ela reúne em torno de si. Busca, assim, descrever desde o seu cultivo e processamento até as influências do mercado consumidor e da pesquisa científica sobre esse produto. Usa como referência para isso o material etnográfico coletado durante a participação em reuniões e seminários sobre a temática, bem como as recordações de entrevistas e conversas informais. Interessa-se, simultaneamente, por agricultura, ciência e política. Buscando olhar diretamente para os encontros, analisa as relações travadas entre pesquisadores, agricultores e gestores quando reunidos em um coletivo. Atento aos diversos agenciamentos, tenta decodificar dialetos, discursos e falas, visualizando como são forjadas conjuntamente as noções de tradição e agroecologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-04-2020

Como Citar

OLIVEIRA, A. L. de. COSTURANDO RETALHOS: AGRICULTURA, CIÊNCIA E POLÍTICA NA DEFESA DA PRODUÇÃO TRADICIONAL E AGROECOLÓGICA DE ERVA-MATE. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 53, 2020. DOI: 10.21680/2238-6009.2019v1n53ID20602. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/20602. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Prêmio/Award