ETNOGRAFIA E TERRITORIALIDADE NA PESCA ARTESANAL NO PARQUE NACIONAL DOS LENÇÓIS MARANHENSES – O CASO DE ATINS

Autores

  • Benedito Souza Filho Doutor em antropologia pela Universidade Autônoma de Barcelona. Professor do Departamento de Sociologia e Antropologia e do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Maranhão. Coordenador do Grupo de Estudos Rurais e Urbanos (GERUR), cadastrado na Plataforma de Grupos de Pesquisa do CNPq desde 1992. https://orcid.org/0000-0001-8550-1215
  • Lícia Cristina Viana Silva Santos Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Maranhão. Mestranda em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da UFMA. Pesquisadora do Grupo de Estudos Rurais e Urbanos (GERUR). https://orcid.org/0000-0002-5267-853X

DOI:

https://doi.org/10.21680/2238-6009.2019v1n53ID20696

Resumo

Este artigo tem como foco de discussão a territorialidade da pesca artesanal em Atins, uma localidade do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Na realização dessa tarefa, algumas estratégias metodológicas foram mobilizadas para aprimorar a pesquisa etnográ?ca de modo a dar conta da forma como os agentes sociais do universo empírico estudado percebem e representam os ambientes por meio de desenhos, contribuindo para uma melhor compreensão do seu território pesqueiro. Na situação estudada, apresentamos re?exões a partir da pesquisa etnográ?ca, utilizando além das informações obtidas por meio da observação direta e participante, fotogra?as, imagens de satélite e também desenhos feitos por pescadores artesanais do povoado Atins que apontam as transformações nos ambientes onde realizam as atividades de pesca e mariscagem provocados pela agência da natureza. Tais representações auxiliam na compreensão da territorialidade da pesca artesanal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-05-2020

Como Citar

SOUZA FILHO , B. .; SANTOS, L. C. V. S. . ETNOGRAFIA E TERRITORIALIDADE NA PESCA ARTESANAL NO PARQUE NACIONAL DOS LENÇÓIS MARANHENSES – O CASO DE ATINS. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 53, 2020. DOI: 10.21680/2238-6009.2019v1n53ID20696. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/20696. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Fluxo Contínuo/Continuous Flow