BILDUNG NOS FLUXOS DA MATERIALIDADE DA TERAPIA ARTÍSTICA ANTROPOSÓFICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2238-6009.2022v1n60ID22917

Resumo

Este artigo versa sobre os fluxos da materialidade nas terapias elaboradas pela Antroposofia, ciência espiritual suíça construída por Rudolf Steiner no início do século XX. O trabalho é resultado de uma etnografia realizada na primeira clínica antroposófica no Brasil, situada em São Paulo/SP. A Terapia Artística, um dos tratamentos antroposóficos, se destina à cura da alma, por meio das relações entre tintas, cores, pincéis e prismas com elementos científicos, morais e estéticos. Essa terapia compõe a medicina romântica alemã, na consubstanciação de uma Bildung como mote de cura nas terapias neorromânticas oferecidas no Brasil. O texto faz uma reflexão sobre como as teorias modificam os fluxos da materialidade e são por eles modificadas, de acordo com o tempo e o espaço.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-12-2022

Como Citar

BASTOS, R. L. de; TONIOL, R. F. .; PEREIRA, P. P. G. BILDUNG NOS FLUXOS DA MATERIALIDADE DA TERAPIA ARTÍSTICA ANTROPOSÓFICA. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 60, 2022. DOI: 10.21680/2238-6009.2022v1n60ID22917. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/22917. Acesso em: 7 dez. 2023.

Edição

Seção

Fluxo Contínuo/Continuous Flow