FAMÍLIAS HOMOAFETIVAS E A ADOÇÃO CONJUNTA – ESPECIFICIDADES E ENFRENTAMENTOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2238-6009.2023v1n61ID32271

Resumo

Este artigo se detém à situação de famílias homoafetivas – aquelas compostas por um casal formado de pessoas do mesmo sexo – que procederam à adoção conjunta de crianças ou adolescentes, buscando analisar as implicações e efeitos de significação surgidos a partir desse tipo de configuração familiar no contexto social brasileiro. Para isso, como recurso metodológico, lançamos mão da netnografia a partir da observação sistemática em um grupo online no qual diversas famílias homoafetivas do Brasil participam e discutem sobre adoção e suas experiências, e entrevistas semiestruturadas – que foram realizadas através de material digital, por meio de ferramenta de um aplicativo de mensagens instantâneas, o WhatsApp – com cinco famílias que se dispuseram a ocupar o papel de interlocutoras na pesquisa. A partir dos dados produzidos, constata-se a importância de direitos conquistados pelos segmentos LGBTQI+ e, não obstante, os enfrentamentos de ordem sociocultural vividos por essas famílias que ainda precisam de maior atenção por parte da sociedade civil e governamental.

Palavras-chave: Famílias Homoafetivas; Adoção Conjunta; Direitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-12-2023

Como Citar

SANTOS, T. de Q. S.; PENTEADO JÚNIOR, W. R. FAMÍLIAS HOMOAFETIVAS E A ADOÇÃO CONJUNTA – ESPECIFICIDADES E ENFRENTAMENTOS. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 61, 2023. DOI: 10.21680/2238-6009.2023v1n61ID32271. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/32271. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê/Dossier