Fronteiras do imaterial: perspectivas dos inventários culturais a partir de uma manifestação cultural amazônica / Frontiers of intangible: perspectives of cultural inventory from an amazonian cultural expression

Autores

  • Edgar Monteiro Chagas Júnior (PPGSA/UFPA)
  • Carmem Izabel Rodrigues (PPGSA / UFPA)

Resumo

Este artigo propõe uma análise acerca das questões atuais relativas às ingerências do processo de reconhecimento oficial de uma manifestação cultural amazônica, o carimbo, como patrimônio cultural imaterial do Brasil. A experiência etnográfica realizada revelou um vasto cenário cultural informativo de práticas e estratégias de grupos sociais que estão em constante embate com as formas de apropriação delimitadas pelo mercado de bens culturais. Nesse ínterim, verificou-se a partir de pesquisas de campo em comunidades de pescadores e lavradores em vasta área do litoral do Pará, uma rede simbólica de relações sociais produzidas pelos grupos de carimbó, a qual, através de uma ação conjunta, corresponde a reelaboração de novas formas de diálogo com agentes externos, possibilitando diferentes reivindicações elaboradas a partir das demandas surgidas após a pesquisa de campo. Como resultado, implementou-se a primeira ação de salvaguarda na manifestação através de encontros e oficinas de transmissão de saberes tradicionais focados nos instrumentos musicais utilizados pelos grupos de carimbó. Dessa forma, pretende-se expor esses resultados buscando-se ampliar o debate sobre os inventários e registros do patrimônio imaterial elaborados no Brasil.  

Palavras-chave: Sociabilidades. Patrimônio imaterial. Salvaguarda.

 

ABSTRACT 

This article proposes an analysis about the current issues relating to the interference in processes of official recognition of an amazonian cultural manifestation, carimbó, as intangible cultural heritage of Brazil. The ethnographic experience performed revealed a vast cultural background informative on practices and strategies of social groups that are in constant struggle with the forms of appropriation bounded by the market of cultural goods. Meanwhile, it was found from field research on fishing communities and farmers in vast area of coastal Pará, a network of symbolic social relations produced by groups of carimbó which through a joint action corresponds to reformulate new forms of dialogue with external agents, enabling different claims arising from the demands after the fieldwork. As a result, we implemented the first safeguarding action in the demonstration through meetings and workshops transmission of traditional knowledge focused on musical instruments used by groups of carimbó. Thus, it is intended to expose these results seeking to increase the debate on inventories and records developed in Brazil on intangible heritage.

 Keywords: Sociability. Intangible heritage. Safeguarding.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edgar Monteiro Chagas Júnior, (PPGSA/UFPA)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia – (PPGSA/UFPA)

Carmem Izabel Rodrigues, (PPGSA / UFPA)

Doutora em Antropologia (UFPE).
Docente do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA / UFPA)

Downloads

Publicado

20-06-2014

Como Citar

CHAGAS JÚNIOR, E. M.; RODRIGUES, C. I. Fronteiras do imaterial: perspectivas dos inventários culturais a partir de uma manifestação cultural amazônica / Frontiers of intangible: perspectives of cultural inventory from an amazonian cultural expression. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 42, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/5451. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê/Dossier