Maria do Povo: etnografia de uma resistência no semiárido piauiense

Autores

  • Carlos Alexandre Barboza Plínio dos Santos

Palavras-chave:

Trabalhadora rural, Movimento social, Quilombo.

Resumo

Com foco na vida de luta de Maria Rosalina dos Santos, líder sindical, trabalhadora rural e líder quilombola, este ensaio, além de apresentar uma etnografia dos movimentos sociais no município de Queimada Nova/PI, procura visibilizar a mulher negra, por meio da trajetória de vida de Maria Rosalina – liderança quilombola, Maria do Povo – líder sindical e política, e Maria – liderança do quilombo Tapuio, três nomes que designam apenas uma mulher, Maria Rosalina dos Santos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alexandre Barboza Plínio dos Santos

Pesquisador Colaborador Departamento de Antropologia/UnB

Realiza Estágio Pós-Doutoral no PPGAS/DAN/UnB

Doutor em Antropologia pelo PPGAS/DAN/UnB

Downloads

Publicado

12-03-2015

Como Citar

DOS SANTOS, C. A. B. P. Maria do Povo: etnografia de uma resistência no semiárido piauiense. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 43, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/6802. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê/Dossier