TRANSVERSALIDADE DE GÊNERO E POLÍTICAS PÚBLICAS NA CADEIA PRODUTIVA DA PESCA ARTESANAL NAS COMUNIDADES DE BRASÍLIA TEIMOSA E ITAPISSUMA (PE/BRASIL)

Autores

  • Cláudia Maria de Lima
  • Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão

Palavras-chave:

Gênero. Políticas Públicas. Trabalho.

Resumo

Este artigo consiste num recorte do projeto “Ações para Consolidar a Transversalidade de Gênero nas Políticas Públicas para Pesca e Aquicultura do Ministério da Pesca e Aquicultura – MPA”, o qual analisou, a partir de narrativas das pescadoras, a transversalidade de gênero nas políticas públicas do Ministério da Pesca e Aquicultura – MPA. O referido projeto realizou um diagnóstico sobre gênero e políticas públicas em cinco estados: Pernambuco, Pará, Ceará, Paraíba e Santa Catarina. Este artigo define o recorte territorial de Pernambuco com foco nas narrativas das pescadoras, no que diz respeito às relações de trabalho, presença e ausências de acessibilidade às políticas públicas relacionadas à pesca artesanal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Maria de Lima

Socióloga pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Mestre em Extensão Rural e Desenvolvimento Local (POSMEX). Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Maria do Rosário de Fátima Andrade Leitão

Professora da UFRPE - POSMEX. Doutora, Universidad Complutense de Madrid. Pós-Doc UFSC. Líder Grupo de Pesquisa CNPq Desenvolvimento e Sociedade.

Downloads

Publicado

12-03-2015

Como Citar

DE LIMA, C. M.; LEITÃO, M. do R. de F. A. TRANSVERSALIDADE DE GÊNERO E POLÍTICAS PÚBLICAS NA CADEIA PRODUTIVA DA PESCA ARTESANAL NAS COMUNIDADES DE BRASÍLIA TEIMOSA E ITAPISSUMA (PE/BRASIL). Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 43, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/6809. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos/Articles