“ALTO SERTÃO VEREDAS”: por entre trilhas indígenas

Autores

  • Alexandre Herbetta

Palavras-chave:

Música. Linhas. Transformação.

Resumo

Os Kalankó vivem no alto sertão alagoano, onde dizem que a vida não é fácil. Neste cenário, a música é um domínio fundamental para sobreviverem. Ela de certa forma constitui um caminho que promove transformações nos sujeitos. Neste sentido, ela parece ser importante para as migrações, ou seja, transformações geográficas, para a cura, ou para as transformações corporais e para a luta política, ou para transformações sociais. Todas estas transformações deixam rastros – ou linhas – sobre a caatinga. O presente texto busca explorar as linhas produzidas pela movimentação Kalankó, suas formas e direcionalidades. Através das linhas, tenta-se entender, então, a relação da música com o universo cultural Kalankó. Neste sentido, a análise em tela aponta para o caráter tradutor desta música.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Herbetta

Professor doutor na UFG – Universidade Federal de Goiás. Subcoordenador do PPGAS – Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, e coordenador do IMPEJ – Núcleo de Estudos em Etnologia Indígena.

Downloads

Publicado

12-03-2015

Como Citar

HERBETTA, A. “ALTO SERTÃO VEREDAS”: por entre trilhas indígenas. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 43, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/6810. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos/Articles