Análise comparativa da qualidade das informações contábeis entre empresas francesas, brasileiras e latino americanas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2024v16n2ID32914

Palavras-chave:

Mercado de capitais, Persistência dos lucros, Relevância do preço, Qualidade das Informações Contábeis

Resumo

Objetivo: Comparar a Qualidade da Informação Contábil (QIC) de empresas de capital aberto, em mercados com níveis distintos de desenvolvimento econômico, representados pela França, Brasil e demais países latino-americanos (estes em conjunto).

Metodologia: A abordagem metodológica foi quantitativa, com uso de estatísticas descritivas e exploratórias, e regressão com dados em painéis desbalanceados. Os dados utilizados envolveram os seguintes períodos: mercado francês, entre 1987 e 2017; mercado brasileiro, entre 1995 e 2017; e mercado latino-americano, entre 1989 e 2015.

Resultados: Os resultados apontaram diferenças estruturais da QIC em demonstrações financeiras entre os mercados analisados, indicando que o mais desenvolvido apresenta melhor QIC.

Contribuições do Estudo: Como contribuição prática, esta pesquisa pode subsidiar decisões dos investidores, ao mesmo tempo que o conhecimento acadêmico gerado revela que mercados em contextos econômicos diversos apresentam diferentes níveis de QIC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Artur de Souza, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor Pós-Doutor em Finanças, com conhecimentos nas áreas de contabilidade, finanças e sistemas de informação, atua no Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração (CEPEAD), Faculdade de Ciências Econômicas (FACE), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Simone Evangelista Fonseca, Universidade Federal de Ouro Preto

Professora Doutora em Administração, com conhecimento na área de finanças, atua no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), na Universidade Federal de Ouro Preto.

Letícia Drummond Rezende, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Administração, com conhecimentos na área de finanças, pelo no Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração (CEPEAD), Faculdade de Ciências Econômicas (FACE), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Referências

Algrari, A. Y., & Ahmed, R. M. (2019, fevereiro). The impact of accounting information systems’ quality on accounting information quality. Anais da Conference Reform of Accounting and Auditing Systems- Reality & Requirements. Kurdistan, Iraq.

Ball, R., & Brown, P. (1986). An empirical evaluation of accounting numbers. Journal of Accounting Research, Chicago, 6(2), 159–178.

Beaver, W. (1968). The information content of annual earnings announcements. Journal of Accounting Research, 6(1), 67–92. (DOI: https://doi.org/10.2307/2490070).

Beisland, L. A. (2009). A review of the value relevance literature. The Open Business Journal, 2, p. 7–27. (DOI: https://doi.org/10.2174/1874915100902010007).

Black, R., & Nakao, S. H. (2017). Heterogeneidade na qualidade do lucro contábil entre diferentes classes de empresas com a adoção de IFRS: evidências do Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, 28(73), 113–131. (DOI: https://doi.org/10.1590/1808-057x201702750).

Bourkhis, K., & Najar, M. W. (2017). The effect of ownership and regulation on bank earnings quality an investigation of the conventional and Islamic banks in MENA region. European Journal of Islamic Finance, 6. (DOI: https://doi.org/10.13135/2421-2172/2047).

Cappellesso, G., Niyama, J. K., & Rodrigues, J. M. (2020). Influências da regulação na qualidade das informações contábeis no âmbito do mercado de capitais: um ensaio teórico. Revista Universo Contábil, 16(2), p. 07–25. (DOI: https://doi.org/10.4270/ruc.2020207).

Carneiro, J., Rodrigues, L. L., & Craig, R. (2017). Assessing international accounting harmonization in Latin America. In Accounting Forum, 41(3), p. 172–184. (DOI: https://doi.org/10.1016/j.accfor.2017.06.001).

Collins, D. W., Maydew, E. L., & Weiss, I. S. (1997). Changes in the value-relevance of earnings and book values over the past forty years. Journal of Accounting and Economics, 24(1), 39–67. (DOI: https://doi.org/10.1016/S0165-4101(97)00015-3).

Comitê de Pronunciamentos Contábeis. (2011). Estrutura conceitual para elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro. Brasília. Recuperado em 10 janeiro, 2019, de .

Dang, C., Li, Z. F., & Yang, C. (2018). Measuring firm size in empirical corporate finance. Journal of Banking & Finance, 86, 159–176. (DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbankfin.2017.09.006).

Daradkeh, L. J. A., & Atta, H. M. B. (2021). The quality of accounting information and its impact on the financial stumbling in industrial companies in the northern region and accounting information systems a moderating variable. Turkish Online Journal of Qualitative Inquiry, 12(6), p. 5061–5078.

Dechow, P., Ge, W., & Schrand, C. (2010). Understanding earnings quality: A review of the proxies, their determinants and their consequences. Journal of Accounting and Economics, 50(2-3), 344–401. (DOI: https://doi.org/10.1016/j.jacceco.2010.09.001).

Di Martino, G., Dicuonzo, G., Galeone, G. & Dell’Atti, V. (2017). Does the new european banking regulation discourage earnings management? International Business Research, 10. (DOI: https://doi.org/10.5539/ibr.v10n10p45).

Filip, A., & Raffournier, B. (2010). The value relevance of earnings in a transition econ¬omy: The case of Romania. The International Journal of Accounting, 45, p. 77–103. (DOI: https://doi.org/10.1016/j.intacc.2010.01.004).

Francis, J., Olsson, P., & Schipper, K. (2008). Earnings quality. Foundations and Trends in Accounting, 1(4), 259–340. (DOI: https://doi.org/10.1561/1400000004).

Frankel, R., & Litov, L. (2009). Earnings persistence. Journal of Accounting and Economics, 47(1–2), 182–190. (DOI: https://doi.org/10.1016/j.jacceco.2008.11.008).

Gonçalves, J. C., Batista, B. L. L., Macedo, M. A. S., & Marques, J. A. V. C. (2014). Análise do impacto do processo de convergência às normas internacionais de contabilidade no Brasil: um estudo com base na relevância da informação contábil. Revista Universo Contábil, 10(3), 25–43. (DOI: https://doi.org/10.4270/ruc.2014318).

Guerra, C. J. O., Maia, L. L., Takamatsu, R., T., & Francisco, J. R. S. (2018, outubro). Determinantes da qualidade da informação contábil em empresas do setor financeiro. Anais do IX Congresso Brasileiro de Administração e Contabilidade. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Habib, A., & Azim, I. (2008). Corporate governance and the value-relevance of accounting information: evidence from Australia. Accounting Research Journal, 21(2), p. 167–194. (DOI: https://doi.org/10.1108/10309610810905944).

Heij, C., de Boer, P., Franses, P. H., Kloek, T., & van Dijk, H. K. (2004). Econometric methods with applications in business and economics. (1ª ed.). Nova York: Oxford University Press.

Houqe, M. N., Easton, S., & Zijl, T. V. (2014). Does mandatory IFRS adoption improve information quality in low investor protection countries? Journal of International Accounting, Auditing and Taxation, 23(2), p. 87–97. (DOI: https://doi.org/10.1016/j.intaccaudtax.2014.06.002).

Jarah, B. A. F., & Iskandar, T. B. M. (2019). The role of characteristics of accounting information systems in the improve the financial performance of Jordanian companies. IJCIRAS, 1(11), p. 32–45.

Kajimoto, C. G. K., & Nakao, S. H. (2018). Persistência do lucro tributável com a adoção das IFRs no Brasil. Revista Contabilidade Vista & Revista, 29(1), 130–149. (DOI: https://doi.org/10.22561/cvr.v29i1.4057).

Li, Y. (2021). Research on the quality of accounting information disclosure of listed companies. PiscoMed Publishing - Financial Forum, 10(4), p.32–35.

Macedo, M. A. S., Romana, T. D., & Silva, J. C. Q. (2014, julho). Análise dos determinantes da relevância das informações contábeis no Brasil: um estudo com base no lucro líquido (LL) e no patrimônio líquido (PL) para o período de 2010 a 2012. Anais do XIV Congresso e Controladoria e Contabilidade da USP, São Paulo, SP, Brasil.

Manchilot, T. (2019). A review on determinants of accounting information system adoption. Science Journal of Business and Management, 7(1), p. 17–22. (DOI: https://doi.org/10.11648/j.sjbm.20190701.13).

Mazzioni, S., & Klann, R. C. (2016). Determinantes da qualidade das informações contábeis no contexto internacional. Revista Contemporânea de Contabilidade, 13(29), 3–32. (DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8069.2016v13n29p3).

Mazzioni, S., & Klann, R. C. (2018). Aspectos da qualidade da informação contábil no contexto internacional. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 20(1), p. 92–111. (DOI: https://doi.org/10.7819/rbgn.v20i1.2630).

Nardi, P. C. C., Amadi, A. F, & Silva, R. L. M. (2019). Análise da relação entre as características qualitativas da informação contábil e o audit delay. Advances in Scientific and Applied Accounting, 12(3), 101–119. (DOI: https://doi.org/10.14392/ASAA.2019120306).

Ohlson, J. A. (1995). Earnings, book values, and dividends in equity valuation. Contemporary Accounting Research, 11(2), 661–687. (DOI: https://doi.org/10.1111/j.1911-3846.1995.tb00461.x).

Rathke, A. A. T., Santana, V. D. F., Lourenço, I. M. E. C., & Dalmácio, F. Z. (2016). International financial reporting standards and earnings management in Latin America. Revista de Administração Contemporânea, 20(3), p. 368–388. (DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1982-7849rac2016140035).

Rodrigues, J., & Niyama, J. K. (2018). Qualidade da informação contábil: uma análise da adoção dos padrões internacionais de contabilidade pelos países que compõe o G-7 e BRICS. Enfoque: Reflexão Contábil, 37, p.32–49. (DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v37i4.34646).

Santos, T. A., Costa, P. de S., & Gonçalves, W. D. B. (2018). Value relevance da evidenciação de informações por segmento. Revista Ambiente Contábil, 10(1), 239–254. (DOI: https://doi.org/10.21680/2176-9036.2018v10n1ID11572).

Schipper, K., & Vincent, L. (2003). Earnings quality. Accounting Horizons, 17, 97–110. (DOI: https://doi.org/10.2308/acch.2003.17.s-1.97).

Shiri, M. M., Vaghfi, S. H., Soltani, J, & Esmaeli, M. (2012). Corporate governance and earning quality: Evidence from Iran. Middle-East Journal of Scientific Research, 11(6), 702–708.

Silva, N. P., Mazzioni, S., & Vargas, L. A. (2020). Qualidade da informação contábil: uma análise das empresas de utilidade pública listadas na B3. Contabilometria - Brazilian Journal of Quantitative Methods Applied to Accounting, 7(1), p. 61–76.

Souza, A. A., Fonseca, S. E., & Martucheli, C. T. (2022). Qualidade das informações contábeis, governança corporativa e desempenho financeiro: uma análise comparativa de empresas brasileiras e francesas. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 21, p. 1–18, e3322. (DOI: https://doi.org/10.16930/2237-766220223322).

World Bank Group. Flagship Report. (2023, junho). Global Economic Prospects. Recuperado em 14 outubro, 2023, de: https://www.worldbank.org/pt/publication/global-economic-prospects.

Downloads

Publicado

01-07-2024

Como Citar

SOUZA, A. A. de; FONSECA, S. E.; REZENDE, L. D. Análise comparativa da qualidade das informações contábeis entre empresas francesas, brasileiras e latino americanas. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 24–43, 2024. DOI: 10.21680/2176-9036.2024v16n2ID32914. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/32914. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Seção 1: Contabilidade Aplicada ao Setor Empresarial (S1)