Proposta de jogo didático para aprendizagem de Teoriadas Filas

  • Márcio Eugen Klingenschmid Lopes dos Santos Universidade Cruzeiro do Sul
  • Cristhiane Eliza dos Santos Universidade Cruzeiro do Sul
  • Camila Barcelos Dal Bello Universidade Cruzeiro do Sul
  • Jackson Almeida Novaes Universidade Cruzeiro do Sul
  • Jones Santiago Silva Universidade Cruzeiro do Sul
  • Mariângela Pereira Floriano Universidade Cruzeiro do Sul
Palavras-chave: Engenharia; Ensino; Filas e Jogos.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo trazer mais uma opção didática para aperfeiçoar e ampliar a forma de apresentar a teoria das filas no ensino de Engenharia de Produção que, na maioria das universidades da região metropolitana da Cidade de São Paulo, é feita de de maniera pouco interativa com os alunos. Através de um jogo de tabuleiro, docentes podem fazer com que seus discentes assimilem a dinâmica da disciplina de uma forma mais ágil e dinâmica para que não esqueçam facilmente.  O jogo proporciona situações desafiadoras, competitivas, agradáveis e significativas em sala de aula; motiva os discentes para o aprendizado interagindo e participando pelo incentivo aos colegas. Com essa prática é possível modernizar a proposta didática vigente, proporcionando maior qualidade no ensino melhorando a receptividade por parte dos discentes. Tendo em vista a complexidade, a amplitude e as características pluridisciplinares e transdisciplinares ligadas a Engenharia de Produção, compete aos educadores lidarem constantemente com os desafios naturais pelo processo de ensino e aprendizagem. A proposta é aproximar os estudantes de situações reais, assumindo o papel de gestores para que possam analisar os problemas propondo melhorias para um cenário em que se depararão futuramente. Diante deste contexto e da busca de ferramentas que auxiliem a percepção e assimilação de conceitos por parte do corpo discente, o jogo desenvolvido cumpre este papel com êxito. O jogo, como alternativa estratégica para colocar o ensino em prática de forma mais dinâmica e interativa é válido e aprimora as competências e habilidades do engenheiro, fazendo com que se destaque em situações desafiadoras onde tenha que colcoar em prática seus conhecimentos sobre estratégia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDREOLA, B. A. – Dinâmica de grupos: Jogo da vida e didática do futuro. 3. Ed Petrópolis, Vozes, 1985.

BELLAN, ZezinaSoares. Livro – Andragogiaemação: Comoensinaradultossem se tornarmaçante. Santa Barbara d’Oeste, SP: Ed SOCEP, 2005.

BIGGE, Morris L. Teorias da Aprendizagem para Professores. Ed E.p.u Pedagogia, 1971.

ERLANG, A.K. The Theory of Probabilities and Telephone Conversations. Nyt Tidsskrift for Matematik B, 20, 33. (1909)

KNOWLES, M. The modern practice of adult education: from pedagogy to andragogy. EUA. Association Press, 1970.

ORGANIZAÇÕES DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU), Declaração Universal dos Direitos Humanos. EUA, 1948.

PERRENOUD, Philippe. Livro - 10 Competências para ensinar. 1. Ed Artmed, 2000.

PIAGET, J. “Aprendizagem e Conhecimento”. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1979.

PRADO, Darci Santos do. Teoria das Filas e da Simulação. Nova Lima (MG): INDG, 2006.

TAHA, HamdyA. Livro – Pesquisa Operacional. 8. Ed Pearson Education do Brasil, 2008.

TRECKER, H. B. Como trabalhar com Grupos; tradução de Evangelina Leivas. 4a. Ed. Rio de Janeiro, Agir, 1974.

Publicado
23-10-2020
Como Citar
SANTOS, M. E. K. L. DOS; SANTOS, C. E. DOS; BELLO, C. B. D.; NOVAES, J. A.; SILVA, J. S.; FLORIANO, M. P. Proposta de jogo didático para aprendizagem de Teoriadas Filas. Revista de Casos e Consultoria, v. 11, n. 1, p. e11118, 23 out. 2020.
Seção
Artigos