Riscos Ocupacionais e seus Agravos aos Profissionais de Enfermagem: Revisão Integrativa da Literatura

Autores

Palavras-chave:

Riscos Ocupacionais; Enfermagem; Saúde do trabalhador.

Resumo

Este estudo objetivou elucidar os principais riscos ocupacionais e seus agravos à saúde do trabalhador, descrever medidas de prevenção e controle dos riscos ocupacionais no ambiente hospitalar e discutir sobre os agravos em relação à saúde do trabalhador de enfermagem. Trata-se de um estudo de revisão integrativa de caráter descritivo, na qual foram pesquisados no periódico de fevereiro a dezembro de 2020, realizado a partir das bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): LILACS, SCIELO e BDENF. A amostra final foi constituída por 22 artigos, sendo refinados, a partir de uma leitura exaustiva. Concluímos que os principais riscos a que estão expostos os profissionais de enfermagem no ambiente hospitalar são: ergonômicos, químicos, físicos, psicossociais e biológicos. Destes, enfatizam os riscos biológicos, como o contato com sangue e outros fluidos corporais, seguido dos riscos ergonômicos e psicossociais evidenciados, por vezes, como uma consequência da sobrecarga da atividade laboral e do esgotamento mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARCANJO, Renata Vieira Girão et al. Gerenciamento dos riscos ocupacionais da enfermagem na atenção básica: estudo exploratório descritivo. Revista de Pesquisa: Cuidado é fundamental online, v. 10, n. 2, p. 351-357, 2018. Disponível em: < https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6701781>. Acesso em: 12 de abr de 2020.

BARATIERI, Tatiane; DALLA VECCHIA, Ana Carolina Geffer; PILGER, Calíope. A gestão da saúde do trabalhador nos municípios da 5ª regional de saúde do Paraná. Revista de Enfermagem e atenção à saude, v. 1, n. 01, 2012. Disponível em: < http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/viewFile/279/278>. Acesso em: 10 de abr de 2020.

BARBOZA, Michele Cristiene Nachtigall et al. Doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho (DORT) e sua associação com a enfermagem ocupacional. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 29, n. 4, p. 633, 2008. Disponível em: < http://seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/7636/4691>. Acesso em: 20 de abr de 2020.

BERNARDES, Carolina Luiza et al. Agravos à saúde dos trabalhadores de enfermagem em uma instituição pública de ensino. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48, p. 677-683, 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v48n4/pt_0080-6234-reeusp-48-04-676.pdf>. Acesso em: 04 de set de 2020.

BERTUSSO, Francielle et al. Promoção da saúde do trabalhador: análise das ações propostas por concluintes de um curso de capacitação (2012). Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, v. 35, n. 2, p. 39-50, 2014. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/viewFile/17677/16231>. Acesso em: 10 de abr de 2020.

BEZERRA, Anne Milane Formiga et al. Riscos ocupacionais e acidentes de trabalho em profissionais de enfermagem no ambiente hospitalar. REBES.[Internet], v. 5, n. 2, p. 01-07, 2015.Disponível em:< http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/3461>. Acesso em: 15 de abr de 2020.

CARVALHO, Dayra Cabral de et al. Acidentes de trabalho com material biológico na equipe de enfermagem de um hospital do Centro-Oeste brasileiro. Escola Anna Nery, v. 22, 2018. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ean/v22n1/pt_1414-8145-ean-2177-9465-EAN-2017-0140.pdf>. Acesso em 03 de out de 2020.

CARVALHO, J. S. et al. Doenças ocupacionais dos profissionais de enfermagem uma revisão de literatura. p.1-19, 2010. Disponível em:<http://anais.atualizacongressos.com.br/wp-content/uploads/2014/11/DOENÇAS-OCUPACIONAIS-DOS-PROFISISONAIS-DE-ENFERMAGEM-UMA-REVISÃO-DE-LITERATURA.pdf>. Acesso em: 17 de abr de 2020.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia cientifica. 5. ed.São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2002.

DALRI, R C. M. B.; ROBAZZI, M. L. C. C.; SILVA, L. A. Riscos ocupacionais e alterações de saúde entre trabalhadores de enfermagem brasileiros. CIENCIA Y ENFERMERIA XVI, n.2, p. 69-81, 2010. Disponível em: <https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-95532010000200008>. Acesso em 10 de nov de 2020.

DONATELLI, Sandra et al. Acidente com material biológico: uma abordagem a partir da análise das atividades de trabalho1. Saúde e Sociedade, v. 24, p. 1257-1272, 2015.Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902015000401257&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 15 de abr de 2020.

FERNANDES, M. A.; MARZIALE, M. H.P. Riscos ocupacionais e adoecimento de trabalhadores em saúde mental. Acta Paul Enferm, v.27, n.6, p. 539-47, 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ape/v27n6/1982-0194-ape-027-006-0539.pdf> . Acesso em 01 de out de 2020.

GARBACCIO, J. L. et al. Acidentes ocupacionais com a equipe de enfermagem da atenção hospitalar. CogitareEnferm, v.20, n.1, p.146-152, 2015. Disponível em:<https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/37661>. Acesso em: 17 de abr de 2020.

CORRÊA, Luciana Barroso Dias et al. Fatores associados ao uso de equipamentos de proteção individual por profissionais de saúde acidentados com material biológico no Estado do Maranhão. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, v. 15, n. 4, p. 340-349, 2017.Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672007000500010>. Acesso em 08 de set de 2020.

LACERDA, Mayara Karoline Silva et al. Precauções padrão e Precauções Baseadas na Transmissão de doenças: revisão de literatura. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 4, n. 4, p. 254-259, 2014. Disponível em:<https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/viewFile/4952/3985>. Acesso em: 08 de jul de 2020.

LIMA, Mauricélia da Silveira et al. Sofrimento psíquico do enfermeiro assistencial em hospital geral: desafios e possibilidades. Rev. enferm. UFPE on line, p. 286-293, 2014. Disponível em:<https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/9673 >. Acesso em: 04 de set de 2020.

MACHADO, Luciana Souza de Freitas et al. Agravos à saúde referidos pelos trabalhadores de enfermagem em um hospital público da Bahia. Revista brasileira de enfermagem, v. 67, p. 684-691, 2014. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/reben/v67n5/0034-7167-reben-67-05-0684.pdf>. Acesso em: 04 de set de 2020.

MAIA, Francisco Eudison da Silva et al. Comissão Interna de prevenção de acidentes e as ações de saúde coletiva na perspectiva da fisioterapia. 2014. Disponível em:< http://www.fisioterapiaesaudefuncional.ufc.br/index.php/fisioterapia/article/view/430>. Acesso em: 17 de abr de 2020.

MALLMANN, Danielli Gavião; DE CARVALHO SOUSA, Josueida; DE ALMEIDA HAMMERSCHMIDT, Karina Silveira. Acidentes de trabalho e sua prevenção na produção científica brasileira de enfermeiros: revisão integrativa. Ciência & Saúde, v. 9, n. 1, p. 49-54, 2016. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/viewFile/21810/14398>. Acesso em: 03 de mai de 2020.

MARTINS, Júlia Trevisan et al. Equipe de enfermagem de emergência: riscos ocupacionais e medidas de autoproteção [Emergency nursing team: occupational risks and self protection]. Revista Enfermagem UERJ, v. 22, n. 3, p. 334-340, 2014. Disponível em:< http://www.facenf.uerj.br/v22n3/v22n3a07.pdf. >. Acesso em: 05 de mai de 2020

MARZIALE, Maria Helena Palucci et al. Implantação da Norma Regulamentadora 32 e o controle dos acidentes de trabalho. Acta Paulista de Enfermagem, v. 25, p. 859-866, 2012. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002012000600006>. Acesso em: 17 de jul de 2018.

MAURO, Maria Yvone Chaves et al. Condições de trabalho da enfermagem nas enfermarias de um hospital universitário. Escola Anna Nery, v. 14, p. 244-252, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452010000200006&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em 10 de out de 2020.

MINAYO, M. C. S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

MININEL, V. A.; BAPTISTA, P. C. P.; FELLI, V.E.A. Cargas psíquicas e processos de desgaste em trabalhadores de enfermagem de hospitais universitários brasileiros. Rev. Latino-Am. Enfermagem, v.19, n.2, 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n2/pt_16.pdf>. Acesso em 09 de set de 2020.

MORAIS, Roberta Laíse Gomes Leite et al. Conhecimentos e condutas de biossegurança entre docentes de enfermagem Knowledge and practices of biosafety among nursing professors. Revista de Pesquisa: Cuidado é fundamental online, v. 9, n. 1, p. 137-143, 2017. Disponível em:< http://seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5191/pdf_1>. Acesso em: 14 de out de 2020.

MORENO, Fernanda Novaes et al. Estratégias e intervenções no enfrentamento da síndrome de burnout. Rev enferm UERJ, v. 19, n. 1, p. 140-5, 2011. Disponível em:< http://www.facenf.uerj.br/v19n1/v19n1a23.pdf>. Acesso em: 18 de out de 2020.

NEGRINHO, Nádia Bruna da Silva et al. Fatores associados à exposição ocupacional com material biológico entre profissionais de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 70, p. 133-138, 2017. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n1/0034-7167-reben-70-01-0133.pdf> Acesso em 09 de set de 2020.

NOVACK, A. C. M.; KARPIUCK, L. B. Acidentes com perfurocortantes em trabalhadores da saúde: revisão da literatura. RevEpidemiolControlInfect, v.5, n. 2, p. 88-93, 2015. Disponívelem:<https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/viewFile/4439/4289>. Acesso em: 04 de jun de 2020.

DE OLIVEIRA, Layze Braz et al. Saúde e segurança do enfermeiro: riscos ergonômicos nos setores críticos do ambiente hospitalar. Revista de Enfermagem UFPE on line, v. 8, n. 8, p. 2633-2637, 2014. Disponível em:< https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/9965/10294>. Acesso em 09 de set de 2020.

ALVES, Érika Almeida et al. Motivações para mudança nas ações dos profissionais de enfermagem após exposição acidental a material biológico. Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/6566/pdf_1>. Acesso em 08 de set de 2020.

PINHO, Diana Lúcia Moura; RODRIGUES, Cristiane Medeiros; GOMES, Glaicy Pinheiro. Perfil dos acidentes de trabalho no Hospital Universitário de Brasília. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 60, p. 291-294, 2007. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672007000300008&script=sci_abstract>.Acesso em 09 de set de 2020.

RAGADALI FILHO, A. et al. Lesões por Esforços Repetitivos (LER): uma doença misteriosa do trabalho. Rev Saberes, v. 3, n. 2, p. 76-89, 2015. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/csp/v13s2/1366.pdf>. Acesso em: 17 de abr de 2020.

RIBEIRO, Emílio José Gonçalves; SHIMIZU, Helena Eri. Acidentes de trabalho com trabalhadores de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 60, p. 535-540, 2007. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/reben/v60n5/v60n5a10.pdf >. Acesso em 09 de agos de 2020.

RODRIGUES, Lígia Maria Cabedo et al. Riscos Ocupacionais: percepção de profissionais de enfermagem da estratégia saúde da família em João Pessoa-PB. Rev. bras. ciênc. saúde, 2012. Disponível em:< http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/12660/7871> Acesso em: 09 de set de 2020.

ROLOFF, Daniela Inês Thier et al. Enfermeiros do trabalho: experiência interdisciplinar em saúde do trabalhador. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 69, p. 897-905, 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n5/0034-7167-reben-69-05-0897.pdf>. Acesso em: 10 de abr de 2020.

ROMA, Elisângela Vicente Cavalcante et al. Riscos ocupacionais da equipe de enfermagem durante o atendimento de urgência. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança, v. 14, n. 2, p. 96-104, 2016. Disponível em:<http://www.facene.com.br/wp-content/uploads/2010/11/Riscos-Ocupacionais.pdf>. Acesso em: 04 de set de 2020.

DOS SANTOS, Sérgio Valverde Marques et al. Acidente de trabalho e autoestima de profissionais de enfermagem em ambientes hospitalares. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 25, p. e2872, 2017. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11692017000100328&script=sci_arttext&tlng=pt>. Acesso em: 15 de abr de 2020.

DOS SANTOS, Sérgio Valverde Marques et al. Acidente de trabalho e autoestima de profissionais de enfermagem em ambientes hospitalares. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 25, p. e2872, 2017. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11692017000100328&script=sci_arttext&tlng=pt>. Acesso em: 15 de set de 2020.

SERAFIM, Alessandra da Cruz et al. Riscos psicossociais e incapacidade do servidor público: um estudo de caso. Psicologia: Ciência e profissão, v. 32, p. 686-705, 2012. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932012000300013 >. Acesso em 14 de out de 2020.

SILVA, Cinthya Danielle de Lima; WM, Pinto. Riscos ocupacionais no ambiente hospitalar: fatores que favorecem a sua ocorrência na equipe de enfermagem. Saúde coletiva em debate, v. 2, n. 1, p. 62-29, 2012. Disponível em: <http://fis.edu.br/revistaenfermagem/artigos/vol02/artigo10.pdf>. Acesso em: 05 de mai de 2020.

SILVA, E. H. et al. Avaliação da prevenção de tuberculose ocupacional em um hospital brasileiro. Rev Rene.; v. 16, n. 4, p.549-556, 2015. Disponível em:<http://www.periodicos.ufc.br/index.php/rene/article/viewFile/2747/2130>. Acesso em 20 de nov de 2020.

SILVA, Michele Karla Damacena da; ZEITOUNE, Regina Célia Gollner. Riscos ocupacionais em um setor de hemodiálise na perspectiva dos trabalhadores da equipe de enfermagem. Escola Anna Nery, v. 13, p. 279-286, 2009. Disponível em:< http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452009000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em 07 de out de 2020.

SOUZA, Norma Valéria Dantas de Oliveira et al. Riscos ocupacionais e agravos à saúde dos trabalhadores em uma unidade ambulatorial especializada. Revista Mineira de Enfermagem, v. 18, n. 4, p. 923-938, 2014. Disponível em:< http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/973>. Acesso em: 04 de set de 2020.

SULZBACHER, Ethiele; FONTANA, Rosane Teresinha. Concepções da equipe de enfermagem sobre a exposição a riscos físicos e químicos no ambiente hospitalar. Revista brasileira de enfermagem, v. 66, p. 25-30, 2013. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/reben/v66n1/v66n1a04.pdf>. Acesso em: 17 de abr de 2020.

XELEGAT, R. et al. Riscos ocupacionais químicos identificados por enfermeiros que trabalham em ambiente hospitalar. Rev Latino-am Enfermagem, v. 14, n. 2, 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rlae/v14n2/pt_v14n2a10.pdf>. Acesso em 10 de out de 2020.

Downloads

Publicado

05-08-2021

Como Citar

ALVES, N. S. .; OLIVEIRA, B. A. .; CARVALHO, T. A. de .; CARVALHO, T. A. de .; SAMPAIO, L. da S.; ALMEIDA, R. O. .; SOUSA, F. W. dos S. .; SILVA, J. L. M. da .; SILVA, A. A. da .; HOMEM, D. S. .; ALMEIDA, E. M. S. de .; SANTANA, E. A. S. de .; SILVA, G. H. .; NASCIMENTO, G. S. do .; JAQUES, A. F. C. .; SÁ, A. G. S. .; SILVA, E. de S. . Riscos Ocupacionais e seus Agravos aos Profissionais de Enfermagem: Revisão Integrativa da Literatura. Revista de Casos e Consultoria, [S. l.], v. 12, n. 1, p. e25687, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/casoseconsultoria/article/view/25687. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Revisão