Etnografitti: arte e ayahuasca na zona norte do Rio de Janeiro

  • Gabrielle Dal Molin
Palavras-chave: Ayahuasca, Santo Daime, Arte Urbana, Grafitti

Resumo


Este ensaio apresenta imagens feitas durante a pesquisa de mestrado sobre a produção artística visual influenciada pelo consumo de ayahuasca em contextos urbanos brasileiros. As fotografias foram tiradas num bairro da zona norte do Rio de Janeiro durante uma entrevista com um artista adepto da religião do Santo Daime e nelas podemos ver tanto sua inspiração relacionada aos temas da floresta, origem do chá psicoativo, quanto um pouco da história da religião, sua cosmologia e doutrina marcada pelo ecletismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabrielle Dal Molin
Mestra em Antropologia Social, PPGAS/UFRN

Referências

MONTEIRO DA SILVA, Clodomir. O Palácio de Juramidam. Santo Daime: um ritual de transcendência e despoluição. Dissertação de Mestrado pela UFPB, 1983.
SILVA, Wagner Gonçalves da. “As esquinas sagradas. O candomblé e o uso religioso da cidade”. In: MAGNANI, José Guilherme C. & TORRES, Lilian de Lucca (Orgs.). Na Metrópole. Textos de antropologia urbana. São Paulo, EDUSP, pp.88-123, 1996.
BERCÊ, Jair. O canto e o bailado para a lua cheia: o Santo Daime incorporado à vida urbana de são paulo. Dissertação apresentada na PUC/SP, 2007.
INGOLD, Tim. “Pare, olhe, escute! Visão, audição e movimento humano”. In: Ponto Urbe, Ano 2, versão 3.0, julho de 2008.
Publicado
22-09-2017
Como Citar
DAL MOLIN, G. Etnografitti: arte e ayahuasca na zona norte do Rio de Janeiro. Equatorial – Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, v. 4, n. 6, p. 148-157, 22 set. 2017.
Seção
Ensaios Visuais