A festa das primícias na comunidade amazônica de Vila Verde/Pará

  • Wanessa Lott Universidade Federal do Pará
  • Solange da Cruz Pereira de Oliveira Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Festa das Primícias, Assembleia de Deus, cultura local.

Resumo


O presente trabalho ressalta a importância da Festa das Primícias na comunidade de Vila Verde localizada no Estado do Pará. A festa ultrapassa o significado religioso pertinente aos membros da Assembleia de Deus e se coloca como um importante evento cultural para comunidade local. Optou-se por perceber a festa pelo recurso metodológico da observação participante, mas sem ter o intuito de fazer uma etnografia. Assim, a fala de membros da comunidade local e a observação da festa no ano de 2019 foram as fontes principais deste estudo, juntamente com o estudo bibliográfico sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  • AZZI, Riolando. A reforma Católica na Amazônia 18501870. In Religião e Sociedade nº 10. Rio de Janeiro, 1983, p. 21-30.

  • BATISTA, Antônio Lisboa. Assembleia de Deus. Entrevista concedida à autora em 09 de Setembro de 2019, Vila Verde/PA.

  • BOYER, Véronique. Trajetórias sociais e pertencimento religioso: três exemplos pentecostais. In: XX Reunião Brasileira de Antropologia. Salvador, abril de 1996.

  • CALLOIS, Roger O homem e o sagrado Lisboa: Edições 70, 1988.

  • DURKHEIM, Émile As formas elementares da vida religiosa São Paulo: Martins Fontes, 2003.

  • FRESTON, Paul. Breve história do pentecostalismo brasileiro. In ANTONIAZZI et, al. Nem anjos nem demônios: interpretações sociológicas do pentecostalismo. Petrópolis: Vozes, 1994.

  • LOTT, Wanessa PiresCenas festivas da/na cidade de Belo Horizonte:1897-1922. 2009 Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Belo Horizonte, 2009. Programa de Pós-Graduação em Antropologia.

  • LOTT, Wanessa Pires Tem festa de negro na República branca: o reinado em Belo Horizonte na Primeira República. 2017. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Belo Horizonte, 2017. Programa de Pós-Graduação em História.

  • MAFRA, Clara. Os pentecostais. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

  • MARIANO. Ricardo. Os pentecostais. São Paulo: Loyola, 1999.

  • MAUSS, Marcel Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

  • MAUSS, Marcel; HUBERT, Henri. Sobre o sacrifício São Paulo: Ubu editora, 2017.

  • NOVAES, Regina. Os escolhidos de Deus Cadernos do ISER, nº 19, 1985.

  • PANTOJA, Vanda. Santos e Espírito Santo, ou católicos e evangélicos na Amazônia marajoara.2011. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.

  • RIBEIRO, Isaias Rodrigues. Assembleia de Deus. Entrevista concedida à autora em 05 de agosto de 2019, Vila Verde/PA.

  • ROBBINS, Joel. Transcendência e antropologia do cristianismo: linguagem, mudança e individualismo Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, 31(1): 11-31, 2011. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rs/v31n1/a02v31n1 Acesso dia 10 de novembro de 2020.

  • SILVEIRA. Assembleia de Deus. Entrevista concedida à autora em 15 de setembro de 2019, Vila Verde/PA.

  • TURNER, Victor. O Processo Ritual Estrutura e Anti Estrutura. São Paulo: Vozes, 1974.

Publicado
29-04-2021
Como Citar
LOTT, W.; DA CRUZ PEREIRA DE OLIVEIRA, S. A festa das primícias na comunidade amazônica de Vila Verde/Pará. Equatorial – Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, v. 8, n. 14, p. 1-19, 29 abr. 2021.
Seção
Artigos