RESULTADO DE FALA APÓS FECHAMENTO TARDIO DO PALATO DURO

  • Katia Flores Genaro
  • Haline Coracine Miguel
  • Giovana Rinalde Brandão
  • Terumi Okada Ozawa
  • José Alberto de Souza Freitas
  • Leilane Parpinelli Abolis Carneiro

Resumo


A correçáo cirúrgica da fissura palatina visa proporcionar condições anatômicas que favoreçam o fechamento velofaríngeo necessário para a fala. Objetivo: Verificar diferenças na produçáo da fala entre indivíduos operados precocemente do véu palatino e tardiamente do palato duro, e indivíduos submetidos à palatoplastia total ao redor dos 12 meses de idade em um único tempo cirúrgico. Métodos: Estudo retrospectivo de 40 casos de ambos os sexos, com fissura labiopalatina unilateral, sendo um grupo de estudo constituído por 20 indivíduos submetidos à cirurgia do véu palatino ao redor de seis meses de idade (6±3 meses), com correçáo tardia do palato duro (45±39 meses), e um grupo controle formado por 20 indivíduos submetidos à palatoplastia total, próximo a 12 meses de idade (16±2 meses). Da avaliaçáo perceptivoauditiva da fala, realizada após a correçáo cirúrgica do palato, foi analisada a presença das seguintes alterações: hipernasalidade, articulaçáo compensatória, distúrbios obrigatórios e inteligibilidade comprometioda. Resultados: Náo foram encontradas diferenças entre os grupos em todos os aspectos da fala analisados, mas ao se subdividir o grupo de estudo considerando-se a época do fechamento do palato duro, ou seja, fechamento do palato duro após 1 ano de idade e antes de 36 meses (55%, n=22), e fechamento do palato duro após 37 meses de idade (37,5%, n=15), diferença entre os subgrupos foram encontradas para todos os aspectos da fala analisados. Além disso, três casos náo realizaram cirurgia para fechamento do palato duro, tendo em vista que houve coaptaçáo das lâminas palatinas. Conclusáo: O estudo nos faz refletir que a correçáo tardia do palato duro pode ser mais eficaz no que se refere aos resultados de fala quando a cirurgia é realizada até os 36 meses de idade, contudo é necessário estudo prospectivo e longitudinal, com maior amostragem e controle da cronologia cirúrgica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
15-09-2011
Como Citar
GENARO, K. F.; MIGUEL, H. C.; BRANDÃO, G. R.; OZAWA, T. O.; FREITAS, J. A. DE S.; CARNEIRO, L. P. A. RESULTADO DE FALA APÓS FECHAMENTO TARDIO DO PALATO DURO. Revista Extensão & Sociedade, v. 2, n. 3, 15 set. 2011.