ASSOCIAÇÃO ENTRE RESPIRAÇÃO ORAL E DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM: LEVANTAMENTO DE CASOS DE UMA CLÍNICA ESCOLA

  • Ana Paula Blanco-Dutra
  • Andrielle de Bitencourt Pacheco
  • Carolina Lisbôa Mezzomo
  • Ana Maria Toniolo da Silva
  • Geovana de Paula Bolzan
  • Camila Mulazzani Maria

Resumo


Introduçáo: A maioria dos estudos sobre a respiraçáo oral admite que a dificuldade de aprendizagem possa estar associada à alteraçáo do modo respiratório. A explicaçáo para o baixo rendimento escolar reside em dois motivos principais. O primeiro é o baixo aporte de oxigênio oferecido ao cérebro quando a respiraçáo é realizada predominantemente pela cavidade oral e o segundo é a sonolência e a dificuldade de atençáo/concentraçáo, reflexo das alterações do sono causadas pelo modo respiratório inadequado. Objetivo: Investigar a possível associaçáo da respiraçáo oral com a dificuldade de aprendizagem em pacientes atendidos em uma clínica escola de fonoaudiologia. Métodos: Realizou-se uma pesquisa retrospectiva por meio de consulta a prontuários de pacientes em idade escolar atendidos no Setor de Motricidade Orofacial de uma clínica no período de 2006 a 2010. Após a exclusáo daqueles que náo apresentavam informações consistentes, foram selecionados 31 registros. Estes prontuários foram analisados considerando-se os aspectos gênero, idade, e diagnóstico fonoaudiológico. O diagnóstico foi classificado em respiraçáo oral, dificuldade de aprendizagem, respiraçáo oral associado à dificuldade de aprendizagem e outras alterações miofuncionais. Estes dados foram tabelados em planilha Excel e analisados descritivamente. Resultados: Dos 31 pacientes selecionados, 18 (58,0%) eram do gênero masculino 13 (42,0%) do gênero feminino. As idades variaramde seis a 17 anos, resultando em uma média de 11,38 anos. Na amostra estudada encontraram-se 20 (64,5%) pacientes com respiraçáo oral, dois (6,45%) com dificuldade de aprendizagem, dois (6,45%) com respiraçáo oral associada à dificuldade de aprendizagem e os sete (22,6%) restantes apresentaram outras alterações miofuncionais. Conclusáo: Pode-se observar poucos casos nos quais se percebe a associaçáo entre o modo respiratório oral e as dificuldades de aprendizagem. Isso sugere a necessidade de novas investigações sobre o tema, uma vez que alguns autores afirmam que esta relaçáo é pertinente.
Palavras-Chave: Respiraçáo bucal; Aprendizagem; Transtornos de aprendizagem

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
22-09-2011
Como Citar
BLANCO-DUTRA, A. P.; PACHECO, A. DE B.; MEZZOMO, C. L.; DA SILVA, A. M. T.; BOLZAN, G. DE P.; MARIA, C. M. ASSOCIAÇÃO ENTRE RESPIRAÇÃO ORAL E DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM: LEVANTAMENTO DE CASOS DE UMA CLÍNICA ESCOLA. Revista Extensão & Sociedade, v. 2, n. 3, 22 set. 2011.