FONONCOLOGIA, ÉTICA E HUMANIZAÇÃO: REFLEXÕES E PAPÉIS

  • Maria de Fátima de Castro Pessoa
  • Rafaela Noronha Brasil
  • Rosângela Fortes Bezerra

Resumo


Embora a prática fonoaudiológica seja amplamente discutida e reconhecida em fononcologia, é necessário pontuar os aspectos éticos, bioéticos e humanos envolvidos nesta ampla área de atuaçáo. O fonoaudiólogo náo deve se deter somente ao vasto conhecimento técnico, mas estar igualmente preparado para as demais questões pertinentes ao tema. Objetivo: A proposta do presente estudo é trazer uma reflexáo quanto à conduta ética, bioética e humana do fonoaudiólogo no contexto da fononcologia. Métodos: Realizou-se estudo de natureza bibliográfica sistemática sobre as publicações científicas na área de ética e fononcologia, realizando análise crítica e reflexiva sobre o tema. Resultados: A postura profissional na área exige interaçáo com o paciente, a família e a equipe na qual o fonoaudiólogo está inserido, e dentro deste universo é importante que se criem condições para um bom desempenho terapêutico. Pouco tem se discutido sobre a funçáo do fonoaudiólogo em equipe porém, pouco tem se discutido sobre a relevância do papel ético que o fonoaudiólogo desempenha em equipe. É fundamental a uniáo de toda a equipe em prol de se estabelecer ações sincronizadas e comunicaçáo única. Lidar com esses limites requer prudência para minimizar desconfortos e possíveis implicações emocionais que podem interferir na saúde e/ou qualidade de vida do sujeito. É importante analisar qual o campo eticamente adequado para lidar com aspectos psicossociais que estáo envolvidos no processo de enfretamento do câncer de cabeça e pescoço. Reconhecendo a importância da interaçáo para o sucesso terapêutico, o fonoaudiólogo precisa compreender o quanto a família consegue suportar todo esse processo. As sérias alterações estéticas e funcionais geradas promovem impactos e mudanças em todo o contexto familiar. Neste sentido torna-se necessário conhecer o momento ideal para ampliar a conduta técnica na terapia, na tentativa de otimizar a condiçáo psicológica da família. Essa análise deve respeitar o caráter ético e científico da atuaçáo e principalmente os limites da profissáo de fonoaudiólogo. Conclusáo: Os resultados terapêuticos teráo mais sucesso e contribuiráo diretamente com a qualidade de vida do paciente, e neste contexto é importante considerar os princípios básicos da ética e bioética, corroborando a humanizaçáo da atuaçáo em fononcologia.Palavras-Chave: Ética; Fonoaudiologia; Neoplasias de cabeça e pescoço

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
21-09-2011
Como Citar
PESSOA, M. DE F. DE C.; BRASIL, R. N.; BEZERRA, R. F. FONONCOLOGIA, ÉTICA E HUMANIZAÇÃO: REFLEXÕES E PAPÉIS. Revista Extensão & Sociedade, v. 2, n. 3, 21 set. 2011.