A MASTIGAÇÃO DO LARINGECTOMIZADO: ESTUDO ELETROMIOGRÁFICO

  • Gerlane Karla Bezerra Oliveira Nascimento
  • Leilane Maria de Lima
  • Daniele Andrade da Cunha
  • Hilton Justino da Silva

Resumo


Introduçáo: O estudo do câncer de laringe apresenta destaque na Fonoaudiologia pela importância das alterações na comunicaçáo e funções do Sistema Estomatognático decorrentes ao tratamento cirúrgico da patologia. A intervençáo fonoaudiológica no tratamento de pacientes com ressecçáo total da laringe visa náo só a adaptaçáo da comunicaçáo, mas também, a reabilitaçáo de funções como a mastigaçáo e de deglutiçáo. Objetivo: Verificar a atividade elétrica do músculo masseter durante o ato mastigatório de indivíduos laringectomizados totais. Método: A pesquisa foi executada no setor de Fonoaudiologia do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) e contou com a participaçáo de quize voluntários laringectomizados totais do sexo masculino com idade média de 64 anos. Foi realizado exame eletromiográfico dos músculos masseteres e os registros obtidos foram gerados através da máxima intercuspidaçáo habitual (MIH) mantida por 5 segundos e repetida por três vezes entre intervalos de repouso de dez segundos, mastigações unilaterais direita e esquerda e mastigaçáo habitual. O registro da MIH foi utilizado para normalizaçáo do sinal. Dos tempos de captaçáo do sinal, foram analisados os intervalos centrais, excluindo-se sempre o primeiro e último segundo do registro e utilizando o valor médio de amplitude, em microvoltes (μV), no root mean square (RMS) para transformá-lo em valor percentual. Resultados: Na análise dos dados foram obtidas as medidas estatísticas: média, mediana e desvio padráo e as freqüências absolutas e percentuais e o coeficiente de correlaçáo de Pearson (p > 0,05). As médias do percentual de atividade elétrica foram correspondentemente mais elevadas no masseter direito em relaçáo ao esquerdo quando se analisou os momentos de mastigaçáo unilateral direita, mastigaçáo unilateral esquerda e mastigaçáo habitual. Foi verificada diferença estatisticamente significante (p=0,016) na mastigaçáo unilateral direita, onde o masseter direto apresentou atividade elétrica média de 123,57% enquanto o esquerdo apresentou 84,85%. Conclusáo: Em indivíduos laringectomizados, há um desequilíbrio entre os valores percentuais da atividade elétrica dos pares de masseteres durante a mastigaçáo, caracterizando uma provável compensaçáo da musculatura elevadora da mandíbula inerente a mutilaçáo provocada pela técnica cirúrgica.
Palavras-chave: Eletromiografia; Mastigaçáo; Laringectomia

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
21-09-2011
Como Citar
NASCIMENTO, G. K. B. O.; LIMA, L. M. DE; CUNHA, D. A. DA; SILVA, H. J. DA. A MASTIGAÇÃO DO LARINGECTOMIZADO: ESTUDO ELETROMIOGRÁFICO. Revista Extensão & Sociedade, v. 2, n. 3, 21 set. 2011.