PERFIL DA MOTRICIDADE OROFACIAL DOS IDOSOS ATENDIDOS NO PROJETO CUIDAR EM JOÃO PESSOA NO ANO 2010 - RESULTADOS PARCIAIS

  • José Fagny Fernandes de Oliveira
  • Vanessa Ferreira da Silva
  • Larissa Nadjara Alves de Almeida
  • Germana Maria Soares da Cunha
  • Ana Karênina de Freitas Jordão do Amaral
  • Flávia Luiza Costa do Rêgo
  • Wagner Teobaldo Lopes de Andrade

Resumo


Introduçáo: O envelhecimento compreende modificações morfofisiológicas, bioquímicas e psicológicas que determinam a perda progressiva da capacidade de adaptaçáo do indivíduo ao meio ambiente, sendo um processo dinâmico e progressivo. A atuaçáo fonoaudiológica junto ao paciente idoso envolve vários aspectos, como a alimentaçáo na Motricidade Orofacial (MO), diretamente relacionada a qualidade de vida. Objetivo: Caracterizar o perfil da MO dos idosos atendidos no Projeto Cuidar do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW). Métodos: Tratou-se de um estudo descritivo, observacional, transversal. Coleta realizada com base nos prontuários dos idosos atendidos pelo Projeto Cuidar em 2010. Este projeto, vinculado ao Programa de Bolsa de Extensáo – PROBEX da Universidade Federal da Paraíba é executado na unidade da Clínica Médica do HULW e visa promover, manter e recuperar a autonomia funcional e a independência dos idosos durante o internamento, bem como capacitá-los para o prosseguimento dos cuidados após a alta hospitalar. Utilizou-se um protocolo de coleta dos dados criado para tal fim; os dados foram armazenados no Excel, Office 2007. Os resultados foram agrupados em gráficos/tabelas para posterior análise. O projeto foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos do HULW, sendo aprovado sob o número 098/2011. Resultados: Foram coletados 28 prontuários, sendo 14 (50%) do sexo masculino; o nível de escolaridade mais encontrado foi o fundamental incompleto (50%); 04 (14%) apresentavam dependência total, 04 (14%) eram independentes, 08 (28%) estavam sem dados; queixas fonoaudiológicas: 13 (46%) sem dados, 05 (18%) com dificuldade para falar, 02 (7%) com engasgos; foram realizados 07 (25%) encaminhamentos para fonoaudiólogos, mas 20 (71%) náo tinham esse dado; 08 (28%) foram atendidos por fonoaudiólogo durante a internaçáo; apenas 01 (4%) acompanhado por fonoaudiólogo após a internaçáo e 25 (89%) náo apresentavam esse dado. Conclusáo: É nítida a necessidade da atuaçáo fonoaudiológica em MO junto aos idosos atendidos no Projeto Cuidar do HULW, diante das queixas encontradas e encaminhamentos realizados, mesmo diante da ausência de alguns dados imprescindíveis para a compreensáo do perfil desses idosos, pois assim será possível direcionar mais adequadamente o atendimento fonoaudiológico.
Palavras-chave: Perfil; Idoso; Fonoaudiologia

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
21-09-2011
Como Citar
OLIVEIRA, J. F. F. DE; SILVA, V. F. DA; ALMEIDA, L. N. A. DE; CUNHA, G. M. S. DA; AMARAL, A. K. DE F. J. DO; RÊGO, F. L. C. DO; ANDRADE, W. T. L. DE. PERFIL DA MOTRICIDADE OROFACIAL DOS IDOSOS ATENDIDOS NO PROJETO CUIDAR EM JOÃO PESSOA NO ANO 2010 - RESULTADOS PARCIAIS. Revista Extensão & Sociedade, v. 2, n. 3, 21 set. 2011.