ESTRATÉGIAS DE APROXIMAÇÃO AO BRINCAR ENTRE CRIANÇAS E FAMILIARES: A EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL SAÚDE DA CRIANÇA

O BRINCAR COMO INSTRUMENTO DE SAÚDE

Resumo


Tomando o aparato teórico da saúde mental infantojuvenil e da política de humanização do SUS, a proposta deste estudo é refletir sobre a importância da aproximação entre crianças e familiares no cuidado em contextos de internação hospitalar e de atenção psicossocial. O brincar permite a expressão e a elaboração de angústias atreladas ao sofrimento vivenciado pelas crianças e seus familiares, propiciando assim protagonismo a eles e auxiliando no processo de recuperação e humanização dos serviços. Utilizamos como universo de investigação situações extraídas de diários de campo da atuação interdisciplinar do PET Saúde da Criança, durante o ano de 2019. Os resultados da análise revelam que essas aproximações lúdicas favorecem a interação e a sociabilidade entre adultos e crianças, fortalecendo os vínculos de confiança para o enfrentamento de situações adversas.

Palavras-chave: infância; sofrimento psíquico; promoção da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabrielle Palopoli Abilio, UNIFESP

Graduanda Terapia Ocupacional.

Beatriz Mendes de Oliveira, UNIFESP

Graduanda Serviço Social.

Luiza Borges Noel, UNIFESP

Graduanda Nutriçâo.

Renan Ferrari Rodrigues, UNIFESP

Graduando Psicologia.

Publicado
21-05-2021
Como Citar
BERTUOL, C.; BERNARDI DE SOUZA, C.; SILVA STURARO, J.; HIRATA, R. A.; PACHECO ARAUJO, K.; PALOPOLI ABILIO, G.; MENDES DE OLIVEIRA, B.; BORGES NOEL, L.; FERRARI RODRIGUES, R. ESTRATÉGIAS DE APROXIMAÇÃO AO BRINCAR ENTRE CRIANÇAS E FAMILIARES: A EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL SAÚDE DA CRIANÇA. Revista Extensão & Sociedade, v. 12, n. 1, 21 maio 2021.