TRILHAS POTIGUARES: EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA PERSPECTIVA DA ECOLOGIA DE SABERES

Autores

  • Isabelle Maria Mendes de Araújo UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN

DOI:

https://doi.org/10.21680/2178-6054.2023v15n1ID30441

Resumo

A convergência para ações comuns pactuadas em diferentes realidades locais nas quais o Programa Trilhas Potiguares vêm atuando ao longo dos anos, parece ser um desafio e um estímulo para os fazeres da Extensão Universitária, a perspectiva da ecologia de saberes nos convida a mediar a comunicação entre diferentes saberes, transformando-os em ações significativas na/com as comunidades. Nesse sentido, o presente relato de experiência objetiva traçar um diálogo com base ético-teórica na educação popular e na ecologia de saberes, além de sistematizar vivências construídas no Trilhas-2022 no município de Poço Branco/RN. Mediante protagonismo discente, diversas oficinas e atividades foram desenvolvidas, pautadas na partilha de saberes, aprendizagens coletivas e experiências pulsantes  in loco, palco da ecologia de saberes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabelle Maria Mendes de Araújo, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN

Doutora em Saúde Coletiva e Docente da Escola de Saúde da UFRN.

Downloads

Publicado

26-07-2023

Como Citar

MENDES DE ARAÚJO, I. M. TRILHAS POTIGUARES: EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA PERSPECTIVA DA ECOLOGIA DE SABERES . Revista Extensão & Sociedade, [S. l.], v. 15, n. 1, 2023. DOI: 10.21680/2178-6054.2023v15n1ID30441. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/extensaoesociedade/article/view/30441. Acesso em: 12 jun. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiência