Conflito polí­tico e identidade cultural na Antiguidade Tardia: a imagem de Máximo e Eugênio segundo os testemunhos monetários

  • Gilvan Ventura da Silva
  • Thiago Brandão Zardini
Palavras-chave: Antiguidade Tardia, Teodósio, Usurpação, Numismática, Conflito

Resumo

Com este artigo, pretendemos contribuir para o estudo dos conflitos políticos sob o governo de Teodósio (379-395) por meio de uma abordagem calcada nos fatores de ordem cultural.  Acreditamos que, muito embora o governo desse imperador seja um dos mais debatidos pela historiografia,  é possível revisitá-lo sob uma nova perspectiva, razáo pela qual elegemos a História Cultural e suas reflexões sobre os conflitos de identidade como aparato teórico para interpretar a atuaçáo de Máximo e Eugênio, personagens que, na condiçáo de usurpadores, foram os principais adversários de Teodósio.  Nossa intençáo é lançar alguma luz sobre o significado político-cultural dos golpes militares em fins do século IV com base na exploraçáo da numismática. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
13-12-2011
Como Citar
SILVA, G. V. DA; ZARDINI, T. B. Conflito polí­tico e identidade cultural na Antiguidade Tardia: a imagem de Máximo e Eugênio segundo os testemunhos monetários. Mneme - Revista de Humanidades, v. 12, n. 30, 13 dez. 2011.