Linguagem ficcional e carnavalização: aspectos dialógicos e ideológicos do reflexo e da refração social do filme O primeiro mentiroso

Palavras-chave: Discurso ficcional. Marcas dialógicas-ideológicas. Carnavalização. O primeiro mentiroso.

Resumo


Tomando parte dos estudos da linguagem ficcional e de como esta reflete e refrata a realidade, neste artigo, propomos estudar os modos pelos quais o filme O primeiro mentiroso, de Ricky Gervais e Matthew Robinson, reflete e refrata as relações sociais, por meio do discurso sobre a mentira. Para tanto, partimos dos escritos do Círculo de Bakhtin e procedemos à análise de excertos-dizeres do filme – característicos dos momentos nos quais o discurso sobre a mentira se evidencia. Acreditamos ser importante analisar a construção ficcional de realidades outras para evidenciar as relações dialógicas entre dizeres e, por conseguinte, evidenciar também que a linguagem é social em todas as suas esferas de atividade. Por meio da análise foi possível observar que o filme, por ser um acontecimento estético, tende a carnavalizar as relações sociais e, por meio desse processo de carnavalização, diferentes discursos sobre a mentira se evidenciam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andre Cordeiro dos Santos, Universidade Federal de Alagoas
Doutorando em Letras-linguística pela Universidade Federal de Alagoas. Mestre em Linguística pela Universidade federal de Pernambuco. Possui Graduação em Letras Português-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, na Unidade Acadêmica de Garanhuns. Interessa-se por temáticas ligadas ao ensino de língua, ao uso das Novas Tecnologias de Informação e à interação na perspectiva da análise/teoria dialógica do discurso.
Publicado
26-09-2017
Como Citar
DOS SANTOS, A. C. Linguagem ficcional e carnavalização: aspectos dialógicos e ideológicos do reflexo e da refração social do filme O primeiro mentiroso. Revista Odisseia, v. 2, n. 2, p. p. 133 - 147, 26 set. 2017.
Seção
Artigos