Motivações discursivas para a descontinuidade morfossintática do SN

  • Roberto Gomes Camacho Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - UNESP - Câmpus de São José do Rio Preto
Palavras-chave: Sintagma nominal. Descontinuidade. Funções pragmáticas.

Resumo


Este trabalho tem como objetivo o estudo da ordenação de constituintes do SN, mais especificamente, os fenômenos que provocam posições não canônicas de constituintes, cujo resultado Keizer (2007) denomina “SNs Descontínuos”. Considerando que as línguas variam na medida em que suas propriedades formais refletem categorias pragmáticas e semânticas, pretendemos investigar aqui, sob a luz da Gramática Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008), as motivações possíveis que subjazem ao acionamento de fenômenos de descontinuidade do SN no português brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Gomes Camacho, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - UNESP - Câmpus de São José do Rio Preto
em graduação em Licenciatura em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1973), mestrado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1978), doutorado em Linguistica e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1984), pós-doutorado em Gramática Funcional pela Universidade de Amsterdã (2005),  Livre-Docência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009) e pós-doutorado em Gramática Discursivo-Funcional pelo Instituto de Linguística Teórica e Computacional de Lisboa (2011). Atualmente é Professor Adjunto  da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, onde atua, na Graduação e na Pós-Graduação, nas linhas de pesquisa em Descrição Funcional de Língua Oral e Escrita e em Variação e Mudança Linguística. Publicou os livros "Classes de Palavras na Perspectiva Discursivo-Funcional. O papel da nominalização no continuum categorial" em 2011 pela Editora da UNESP, "Da linguística formal à linguística social" em 2013 pela Editora Parábola e "Estratégias de relativização e construções alternativas nas línguas indígenas do Brasil", em parceria com Gabriela Maria de Oliveira pela Editora Cultura Acadêmica da UNESP, em 2013.  Foi coordenador da área de linguística da  FAPESP de 2006 a 2013, Coordenador do Projeto de Pesquisa "Gramática do Português" da ALFAL de 2005 a 2015 e  e Editor Responsável da Alfa-Revista de LInguística, de 2012 a 2016. Tem experiência nas áreas de Teoria e Análise Linguística e Sociolinguística e Dialetologia.  É atualmente bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, nível 1C.
Publicado
20-12-2017
Como Citar
CAMACHO, R. G. Motivações discursivas para a descontinuidade morfossintática do SN. Revista Odisseia, v. 2, p. p. 58 - 79, 20 dez. 2017.
Seção
Artigos