Linguística Sistêmico-Funcional e suas contribuições à pesquisa linguística no contexto brasileiro

  • Orlando Vian Jr. UNIFESP/CNPq
  • Maria Medianeira de Souza UFPE
Palavras-chave: Linguística Sistêmico-Funcional. Pesquisa. Gêneros discursivos. Lexicogramática. Semântica discursiva.

Resumo


O objetivo deste texto é discutir, a partir da experiência dos pesquisadores no campo, as pesquisas em Linguística Sistêmico-Funcional em dois contextos no Nordeste brasileiro e como estas têm contribuído para a pesquisa linguística no cenário mais amplo do país. São descritos tanto estudos no âmbito dos contextos de cultura (gênero) e de situação (registro), quanto no âmbito dos estratos lexicogramatical e semântico-discursivo. Adota-se a perspectiva da “linguística do consumidor”(HALLIDAY, 1964, 1994; MARTIN, 1998; GOUVEIA, 2006; O’DONNELL, 2011) para discutir trabalhos relativos a gêneros acadêmicos e outros gêneros do discurso, à constituição da oração e do complexo oracional, ao sistema de avaliatividade, ao ensino de línguas e à formação de professores. Os resultados apontam para a produtividade das pesquisas no contexto e, como aponta Martin (1998), tem colocado a teoria à prova e renovado ou ampliado resultados de pesquisas anteriores.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
20-12-2017
Como Citar
VIAN JR., O.; DE SOUZA, M. M. Linguística Sistêmico-Funcional e suas contribuições à pesquisa linguística no contexto brasileiro. Revista Odisseia, v. 2, p. p. 185 - 203, 20 dez. 2017.
Seção
Artigos