Formas de persuasão e dialogismo

a construção discursiva do réu no Tribunal do Júri

Palavras-chave: Dialogismo, Formas de persuasão, Tribunal do Júri

Resumo


Este artigo representa uma parte de nossa monografia do Curso de Direito. A temática foi tratada pelo prisma dos elementos da prova na Retórica de Aristóteles (2013) e pelos estudos desenvolvidos pelo Círculo de Bakhtin, tais como, Bakhtin (2011; 2015; 2018); Volochínov (2013). O estudo tem o objetivo de investigar a construção discursiva da imagem do réu no discurso de defesa no Tribunal do Júri. Metodologicamente, foi feita uma pesquisa qualitativa interpretativista, em harmonia com o Método Sociológico preconizado pelo Círculo de Bakhtin. O corpus é composto por uma defesa criminal que aconteceu no Tribunal do Júri da Comarca de Alagoinha – PB, no ano de 2017. Como resultado, foi constatado que a imagem do réu foi criada por um discurso fundamentado nas garantias constitucionais fundamentais que o conferem a chamada dignidade da pessoa humana. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Flavio Ferreira de Oliveira, Universidade Estadual da Paraíba

Graduado em Letras (Inglês/Português) pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Bacharel em Direito pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Especialista em Língua e Literatura Espanhola pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Mestre em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PROLING) UFPB. Doutor em Linguística (2015-2019) pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PROLING) UFPB, na área de atuação: Discurso e Sociedade (Análise Dialógica do Discurso). É professor do Departamento de Letras da Universidade Estadual da Paraíba.

 

 

Publicado
20-04-2020
Como Citar
FERREIRA DE OLIVEIRA, A. F. Formas de persuasão e dialogismo. Revista Odisseia, v. 5, n. 1, p. p. 84 - 102, 20 abr. 2020.
Seção
Artigos