FILOSOFIA E POESIA EM MARIA ZAMBRANO

  • Cícero Cunha Bezerra
Palavras-chave: Zambrano, Poesia, Filosofia, Literatura

Resumo


Maria Zambrano é a intelectual espanhola mais importante do século XX. Discípula de Ortega e Zubiri, Zambrano foi capaz de captar o que melhor possibilitaria à formulaçáo de um pensamento, ao mesmo tempo, autônomo e profundo com relaçáo aos seus mestres. Republicana, enfrentou os horrores da Guerra civil espanhola e suas conseqüências sem, no entanto, deixar-se abater. Foi precisamente no exílio que nasceu a obra de que tratarei neste artigo: Filosofia e poesia (México: Fundo de Cultura, 2000). Meu objetivo maior é demonstrar, à luz do pensamento de Zambrano, em que medida é possível o postulado de uma razáo poética capaz de superar a ruptura estabelecida, com o surgimento do pensamento filosófico entre irracionalidade (poesia) e razáo (filosofia), contribuindo, assim, para o estabelecimento de um campo comum em que o pensamento filosófico, mais do que expressáo das estruturas últimas da realidade (o Ser), é criaçáo e abertura para o inesperado (Devir).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
09-07-2012
Como Citar
BEZERRA, C. C. FILOSOFIA E POESIA EM MARIA ZAMBRANO. Revista Odisseia, n. 6, 9 jul. 2012.
Edição
Seção
Artigos