Rastros da Shoah na recente literatura brasileira

Palavras-chave: Testemunho, Shoah, Chico Buarque, Noemi Jaffe, Bernardo Kucinski

Resumo


O artigo discute a presença da Shoah em obras recentes da literatura brasileira, buscando compreender aspectos formais e éticos relacionados à investida artística neste tema. O diálogo teórico-crítico principal é com o ensaio “Literatura da Shoah no Brasil”, de Márcio Seligmann-Silva (2007), e as reflexões são realizadas com base no exame de O que os cegos estão sonhando?, de Noemi Jaffe, K. Relato de uma busca, de Bernardo Kucinski, e O irmão alemão, de Chico Buarque.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Ferraz, UFG/Professor Adjunto

Professor adjunto do Departamento de Estudos Literários da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Publicado
20-12-2020
Como Citar
FERRAZ, M. Rastros da Shoah na recente literatura brasileira. Revista Odisseia, v. 5, n. Especial, p. 161-178, 20 dez. 2020.