Direitos humanos e dignidade política da cidadania em Hannah Arendt

Autores

  • Iara Lucia Mellegari
  • Cesar Augusto Ramos

Resumo

O presente artigo tem por objetivo abordar o tema dos direitos humanos e cidadania sob a perspectiva da filosofia política de Hannah Arendt. O artigo retrata, em sua primeira parte, a ilusáo fundacionista dos direitos humanos ante a situaçáo dos apátridas e refugiados, situaçáo que leva a autora a formular o conceito de cidadania como o direito a ter direitos. Na sequência, analisa os elementos que configuram sua teoria política, tais como: liberdade, açáo, pluralidade e espaço público, os quais, articulados entre si, permitem a formaçáo de um conceito de cidadania baseado na real participaçáo dos cidadáos na organizaçáo política de uma comunidade, em contrapartida a um conceito meramente formal de cidadania. Para, finalmente, abordar o sistema de conselho, instância em que a cidadania é compreendida como açáo vivenciada no espaço público, favorecendo, assim, a possibilidade de efetivaçáo dos direitos humanos, exercidos como dignidade política dos cidadáos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-11-2011

Como Citar

MELLEGARI, I. L.; RAMOS, C. A. Direitos humanos e dignidade política da cidadania em Hannah Arendt. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 18, n. 29, p. 149–178, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/1310. Acesso em: 14 ago. 2022.