Escólio Geral de Newton - o não-mecanicismo do Principia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1983-2109.2019v26n51ID13510

Palavras-chave:

metafísica, física, modernidade, Newton.

Resumo

O Escólio Geral do Livro III dos Princípios Matemáticos da Filosofia da Natureza refere-se a um contexto singular do pensamento de Newton devido aos vários aspectos que o motivaram. Publicado, em 1713, inserido na 2a edição do Principia, o Escólio Geral trouxe aspectos em seu interior que não foram considerados tão relevantes para a 1a edição. O mesmo tom que assume o prefácio de Roger Cotes, cujo escopo esta centrado em aspectos mais metafísico em relação aos prefácios da edição anterior, nota-se no Escólio Geral. Este ensaio procura demonstrar que o Escólio Geral promove um debate metafísico diante da filosofia da natureza em relação ao contexto da modernidade, cujo objetivo é promover uma visão não apenas mecânica da natureza, mas também não-mecânica, que se distancia, de certo modo, da 1a edição, fornecendo, neste sentido, um suporte para a investigação dos elementos metafísicos da filosofia newtoniana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-09-2019

Como Citar

FILHO, P. A. . Escólio Geral de Newton - o não-mecanicismo do Principia. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 26, n. 51, p. 301–323, 2019. DOI: 10.21680/1983-2109.2019v26n51ID13510. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/13510. Acesso em: 3 dez. 2022.