Os princípios básicos da ética na epistemologia de Karl Popper

Autores

  • Alexcina Oliveira Cirne Doutoranda em Ciências da Linguagem na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap)
  • Karl Heinz Efken Professor adjunto na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap)

DOI:

https://doi.org/10.21680/1983-2109.2019v26n51ID18058

Palavras-chave:

Ética, Epistemologia, Racionalismo crítico, Falseamento

Resumo

O presente trabalho aborda a ética na epistemologia de Karl Popper a partir da concepção do pensador sobre a compreensão das limitações do conhecimento humano, da importância de um critério de demarcação dos enunciados científicos através do falseamento das teorias e a defesa do racionalismo crítico no estímulo a crítica, autocrítica, a ousadia e a criatividade na atividade do cientista. A ética na epistemologia popperiana manifesta-se no compromisso da ciência com a construção de uma sociedade justa e o exercício de uma cidadania responsável, o que caracterizou um caráter inovador e original para o momento em que o dogmatismo era a chave-mestra dos pressupostos científicos. Além disso, destacamos o papel central do racionalismo crítico como matriz ética na epistemologia popperiana que inclui importantes referências aos valores pragmáticos, éticos e sociais focados em esforços para reduzir a violência, o crime e a crueldade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-09-2019

Como Citar

OLIVEIRA CIRNE, A.; HEINZ EFKEN, K. Os princípios básicos da ética na epistemologia de Karl Popper. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 26, n. 51, p. 257–275, 2019. DOI: 10.21680/1983-2109.2019v26n51ID18058. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/18058. Acesso em: 22 abr. 2024.