Mente consciente, cérebro e corpo: casos de gêmeos siameses

Autores

  • Jonas Gonçalves Coelho Universidade Estadual Paulista - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.21680/1983-2109.2020v27n53ID20050

Palavras-chave:

Mente Consciente; Cérebro; Corpo; Gêmeos Siameses.

Resumo

Casos de gêmeos siameses têm sido apresentados na literatura filosófica como exemplos que contribuem para a compreensão do papel do corpo, do cérebro e da mente consciente na constituição da identidade da pessoa. Aceitando esse pressuposto, proponho, a partir da apresentação de dois casos famosos de gêmeas siamesas, fundamentar e explicitar a ideia de que um aspecto fundamental de nossa identidade pessoal é a mente consciente, a qual é inseparável do cérebro onde se instancia/realiza, sendo ela incorporada e situada (perspectiva fenomenológica) em virtude de o próprio cérebro ser incorporado e situado (perspectiva ontológica). Argumento, baseado nesses casos, que o que é relevante para a existência de duas mentes conscientes distintas não é o fato de haver um ou dois organismos/corpos, mas sim o fato de existirem dois cérebros. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonas Gonçalves Coelho, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Professor LIvre-Docente de Filosofia do Departamento de Ciências Humanas da UNESP de Bauru e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UNESP de Marília.

Downloads

Publicado

02-07-2020

Como Citar

COELHO, J. G. Mente consciente, cérebro e corpo: casos de gêmeos siameses. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 27, n. 53, p. 91–113, 2020. DOI: 10.21680/1983-2109.2020v27n53ID20050. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/20050. Acesso em: 29 fev. 2024.