O enigma do corpo e o delírio da visão em Merleau-Ponty

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1983-2109.2022v29n60ID26591

Palavras-chave:

Merleau-Ponty, Corpo, Visão, Estesiologia

Resumo

O artigo investiga a noção de corporeidade apresentada por Merleau-Ponty em O olho e o espírito. Na crítica aos modelos filosóficos constituídos pela filosofia reflexivas e seu modo de compreensão do corpo, Merleau-Ponty evidencia, ao longo de O olho e o espírito, a reflexividade corporal a partir da noção de estesiologia e suas consequências filosóficas. Enfatiza, no contexto de sua nova ontologia, o enigma do corpo e o delírio da visão, a partir da duplicidade do sentir. Aproximando-se da arte e do gesto do pintor, o filósofo compreende o corpo no quiasma sensível e senciente e a visão como interrogação das coisas sensíveis do mundo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Carlos Neves de Souza e Nunes Dias, Universidade Federal da Alagoas (UFAL)

Professor Adjunto II da Universidade Federal da Alagoas (UFAL). Doutor em Filosofia (2017) pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade de São Paulo (PUC-SP). Licenciado em Filosofia (2011) pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Mestre em Ciências Sociais (2007), pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). 

Referências

CHAUÍ, Marilena. Experiência do pensamento: ensaios sobre a obra de Merleau-Ponty. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

CHAUÍ, Marilena. Merleau-Ponty: da constituição à instituição. Dois Pontos, Curitiba e São Carlos. v. 9. n. 1. p.155-180, 2012.

DASTUR, Françoise. Chair et langage: essais sur Merleau-Ponty. La Versanne: Encre Marine, 2001.

DIAS, Isabel Matos. Uma ontologia do sensível: a aventura filosófica de Merleau-Ponty. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 1999.

FERRAZ, Marcus Sacrini. Fenomenologia e ontologia em Merleau-Ponty. Campinas: Papirus, 2009.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O olho e a espírito. São Paulo: Cosac & Naif, 2004a. Tradução de Paulo Neves e Maria Ermanita Galvão Gomes Pereira.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A linguagem indireta e as vozes do silêncio. In: O olho e a espírito. São Paulo: Cosac & Naif, 2004b. Tradução de Paulo Neves e Maria Ermanita Galvão Gomes Pereira.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Résumés de cours. Collège de France. 1952-1960. Paris: Gallimard, 1968.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A Natureza: curso do Collège de France. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006. Tradução Álvares Cabral.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Le monde sensible et le monde de l’expression. Cours au Collège de France. Notes, 1953. Genève: MetisPress, 2011.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Signos. São Paulo: Martins Fontes, 1991. Tradução Maria Ermanita Galvão Gomes Pereira.

MERLEAU-PONTY, Maurice. L’institution, la passivité: notes de cours au Collège de France (1954-1955). Tours: Belin, 2003.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O visível e o invisível. 4ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2005. Tradução José Artur Giannotti e Armando Mora d’Oliveira.

MOURA, Alex de Campos. Entre o Ser e o Nada: a dissolução ontológica na filosofia de Merleau-Ponty. São Paulo: Humanitas: Fapesp, 2013.

SAINT AUBERT, Emmanuel. Carne e espelho em Merleau-Ponty. Dois Pontos, Curitiba e São Carlos. v. 9. n. 1. p.11-33, 2012.

VERISSIMO, Danilo Saretta. Considerações sobre corporeidade e percepção no último Merleau-Ponty. Estudos de Psicologia, Assis, v.18, n.4, p.599-607, 2013.

Downloads

Publicado

25-11-2022

Como Citar

DIAS, J. C. N. de S. e N. O enigma do corpo e o delírio da visão em Merleau-Ponty. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 29, n. 60, p. 323–338, 2022. DOI: 10.21680/1983-2109.2022v29n60ID26591. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/26591. Acesso em: 13 jun. 2024.