The Ethics of Gender in Milton's Paradise Lost

  • Sandra S. F. Erickson

Resumo

 

Resumo:

Existe uma acirrada discussao entre os estudiosos do classico ingles Paradise Lost (John Milton, 1674) sobre o suposto misogenismo do autor. A maioria dos estudiosos, inclusive mulheres sustentam que náo. A analise da Eva Miltoniana apresentada abaixo deixa claro que náo so Milton de é fato misogenista, mas seu misogenismo vai alem da opiniáo comum de uma epoca que via a mulher como encarnaçáo do mal. Milton, atraves de sua Eva, justifica esta visáo da mulher, aprofundando e perpetuando com sua mitopoetica a visáo etica-teologica da mulher. Sua visáo, longe de ser "moderna ", representa a reafirmaçáo do ethos paternalistico da tradicáo judaico-cristá.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-10-2010
Como Citar
ERICKSON, S. S. F. The Ethics of Gender in Milton’s Paradise Lost. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), v. 5, n. 06, p. 155-170, 3 out. 2010.