A humanidade esquecida: a ciência na esteira da “metafísica da modernidade” [The forgotten humanity: science on the track of "Metaphysics of Modernity"]

  • João Cardoso de Castro UFRJ (PPGBios) / UNIFESO
Palavras-chave: Ciência, Episteme, Metafísica, Representação, Heidegger.

Resumo

O presente trabalho elabora uma reflexão sobre a insuficiência no modus operandi da ciência. A partir da meditação de Heidegger sobre a "metafísica da modernidade" e as maneiras de determinar o ente estabelecidas ao longo da história, esta investigação discorre sobre a fundamentação do “sujeito” moderno, lançado no universo infinito pela implosão da esfera cósmica e suas subesferas, que outrora lhe concediam morada, guarda e, sobretudo, sentido. A contribuição aportada por esta análise, não tem por objetivo o abandono da ciência, mas tão-somente lançar uma luz sobre a aridez da cientificidade frente à necessidade humana de se situar perante o real, contribuindo assim, para que torne a “honrar” inteligência humana, o ser humano, em contraposição a um humanismo depreciante, desde o Renascimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Cardoso de Castro, UFRJ (PPGBios) / UNIFESO

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS/UFRJ) e professor de Filosofia do Centro de Ciências Humanas e Sociais, Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO).

Referências

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

AUBENQUE, Pierre. La prudence chez Aristote. Paris: PUF, 1997.

BERMAN, Morris. The reenchantment of the world. New York: Bantam, 1984.

BIEMEL, Walter. Le concept de monde chez Heidegger. Paris: Vrin, 1987.

BUBER, Martin. Eu e Tu. São Paulo: Centauro, 2009.

CAUQUELIN, Anne. Aristóteles. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1995.

DOMINGUES, Ivan, O grau zero do conhecimento. São Paulo: Loyola, 1991.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

GRASSI, Ernesto. Poder da imagem: impotência da palavra racional. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

HEIDEGGER, Martin. L’époque des “conceptions du monde”. In: HEIDEGGER, Martin. Chemins qui ne mènent nulle part. Paris: Gallimard, 1962.

HEIDEGGER, Martin. Que é uma coisa? Lisboa: 70, 1992.

HEIDEGGER, Martin. Heráclito. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1998.

HEIDEGGER, Martin. Ciência e pensamento do sentido. In: HEIDEGGER, Martin. Ensaios e conferências. Petrópolis: Vozes, 2002.

HEIDEGGER, Martin. A caminho da linguagem. Petrópolis: Vozes, 2003.

HEIDEGGER, Martin. A Tese de Kant sobre o Ser. In: HEIDEGGER, Martin. Conferências e escritos filosóficos. São Paulo: Abril Cultural, 1973. (Coleção Os Pensadores).

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Campinas: UNICAMP, 2012.

HEIDEGGER, Martin. Contribuições à filosofia. Rio de Janeiro: Via Verita, 2014.

HENRY, Michel, Genealogia da Psicanálise. Curitiba: UFPR, 2009.

HENRY, Michel, A barbárie. São Paulo: É Realizações, 2012.

HUSSERL, Edmund. La Terre ne se meut pas. Paris: Minuit, 1989.

FERRY, Luc. Aprender a viver. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.

GILBERT, Paul. A simplicidade do princípio. São Paulo: Loyola, 2004.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. Lisboa: C. Gulbenkian, 1994.

KOYRÉ, Alexandre. Du monde clos à l’univers infini. Paris: Gallimard, 1973.

LADRIÈRE, Jean. Ética e pensamento científico: a abordagem filosófica do problema bioético. São Paulo: Letras & Letras, 1994.

LOVEJOY, Arthur. The great chain of Being. Harvard: Harvard University Press, 1964.

NAGEL, Thomas. The view from nowhere. Oxford: Oxford University Press, 1986.

NIETZSCHE, Friedrich. Le gai savoir. Paris: 10/18, 1957.

PASCAL, Blaise. Pensées. Harmondsworth: Penguin, 1970.

ROSSI, Paolo. Les philosophes et les machines 1400-1700. Paris: PUF, 1996.

SLOTERDIJK, Peter. Globes. Sphères II. Paris: Pluriel, 2010.

SOUSA, Eudoro de. Horizonte e complementaridade: sempre o mesmo acerca do mesmo. Lisboa: Imprensa Nacional, 2002.

SOUSA, Eudoro de. Mitologia: história e mito. Lisboa: Imprensa Nacional, 2004.

STENGERS, Isabelle. Quem tem medo da ciência? São Paulo: Siciliano, 1990.

TAMINIAUX, Jacques. Lectures de l’ontologie fundamentale. Paris: J. Millon, 1995.

THUILLIER, Pierre. De Arquimedes a Einstein. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1994.

Publicado
16-12-2016
Como Citar
CASTRO, J. C. DE. A humanidade esquecida: a ciência na esteira da “metafísica da modernidade” [The forgotten humanity: science on the track of "Metaphysics of Modernity"]. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), v. 23, n. 42, p. 125-150, 16 dez. 2016.